Abraham Palatnik: A reinvenção da pintura…

Eu só queria é fazer poesia...
Dias atrás visitei no CCBB/Brasília a exposição do artista brasileiro A. Palatnik, nascido em Natal/RN, 1929, de ascendência judia e russa. Ele nos apresentou uma arte nova, criativa e diferente que eu nunca vira nem imaginara... E ele mudou visitando o ateliê do Hospital psiquiátrico do Engenho de Dentro/RJ. 0Há encontros significativos que mudam para melhor!

Palatnik é também engenheiro e, por isso, sua obra mistura arte com aparelhos cinecromáticos e objetos cinéticos criados por ele, dando assim movimento às cores e as formas. Suas obras contêm instalações elétricas ou magnéticas que criam movimentos suaves, onde há uma compenetração sensual e quase mística, entre as formas e as sombras, as luzes e as cores... Bonito de ver e sentir!

Formas e cores em movimento contínuo, suave e tranquilo, como as ondas de um pequeno lago... É a física e a matemática do engenheiro entrando na vida do artista, e tudo virando poesia...

Quem puder, vale a pena conferir!

Você já conhecia este artista? 
  

3 comentários:

  1. Um pouco de Sociologia da Arte (rs)

    A arte, especialmente a plástica, é a expressão do seu tempo e da sociedade onde é produzida (como toda manifestação cultural, diga-se). Reconhecemos com relativa facilidade uma obra renacentista e conseguimos diferenciar uma obra europeia de outra, digamos, mexicana. O significado nem sempre está acessível imediatamente, especialmente para quem não faz parte daquele tempo e daquela cultura - e as sutilezas da técnica são normalmente o que faz a diferença na genialidade do artista.

    Assim, uma obra com cores e movimento, mas sem forma definida, pode traduzir pelo menos três coisas: 1) a face extremamente visual da sociedade moderna (tudo acontece numa tela... de cinema, de tv, de computador, etc); 2) o mundo contemporâneo é fragmentado, fragmentário e, essencialmente, indefinido; 3) o mundo é veloz, o que deixa o presente borrado e informe, mas lança luz sobre o passado enquanto nos faz perguntar: " o que virá depois?"

    Marcelo Lima

    ResponderExcluir
  2. Sou Artista Plásticos.. e adorei este post.. mostrou um pouco do trabalho de um artista magnifico que usa as cores e formas para dar vida as suas obras.. parabéns querido

    ResponderExcluir
  3. A sociologia da arte é só um tiro no escuro perto do que fato a obra de Palatinik nos mostra...

    ResponderExcluir