Te Deum Laudamus... Termine o ano louvando o Senhor...

A música sempre foi vista como forma privilegiada de oração. No Antigo Testamento temos muitos cantos de invocação a Deus, como os salmos: cantos de louvor, de súplicas, de arrependimento e de profissão de fé no Deus único.

A música litúrgica recebe o mesmo valor entre os seguidores de Jesus. No livro dos Atos dos Apóstolos, temos o relato de Paulo e Silas, na prisão, rezando e cantando um hino a Deus (cf. At 16, 25). Santo Agostinho, três séculos depois, disse que “quem canta reza duas vezes”.

Um destes cantos antigos é o Te Deum Laudamus (A Ti, ó Deus, louvamos). Supõe-se que o autor seja Santo Ambrósio, bispo de Milão, no século IV, e se baseia-se no Salmo 95, o qual também se inicia com a afirmação “A Ti, ó Deus, louvamos”.

O Te Deum é um canto de louvor, entoado desde há muito tempo em procissões, festas e solenidades. Atualmente, o canto é entoado pelas pessoas que se reúnem à meia noite, nas igrejas. É um Hino de Ação de Graças no qual agradecemos a Deus todos os benefícios recebidos durante o ano que acaba.

Para ouvir o TE DEUM  em latim, CLIQUE AQUI

Nós Vos louvamos, ó Deus,
nós Vos bendizemos, Senhor.
Toda a terra Vos adora,
Pai eterno e onipotente.


Os Anjos, os Céus
e todas as Potestades,
os Querubins e os Serafins
Vos aclamam sem cessar:
Santo, Santo, Santo,
Senhor Deus do Universo,
o céu e a terra proclamam a vossa glória.
O coro glorioso dos Apóstolos,
a falange venerável dos Profetas,
o exército resplandecente dos Mártires
cantam os vossos louvores.


A santa Igreja anuncia por toda a terra
a glória do vosso nome:
Deus de infinita majestade,
Pai, Filho e Espírito Santo.
Senhor Jesus Cristo, Rei da glória,
Filho do Eterno Pai,
para salvar o homem, tomastes
a condição humana no seio da Virgem Maria.


Vós despedaçastes as cadeias da morte
e abristes as portas do céu.
Vós estais sentado à direita de Deus,
na glória do Pai,
e de novo haveis de vir para julgar
os vivos e os mortos.


Socorrei os vossos servos, Senhor,
que remistes com vosso Sangue precioso;
e recebei-os na luz da glória,
na assembleia dos vossos Santos.


Salvai o vosso povo, Senhor,
e abençoai a vossa herança;
sede o seu pastor e guia através dos tempos
e conduzi-o às fontes da vida eterna.
Nós Vos bendiremos todos os dias da nossa vida
e louvaremos para sempre o vosso nome.


Dignai-Vos, Senhor, neste dia, livrar-nos do pecado.
Tende piedade de nós,
Senhor, tende piedade de nós.
Desça sobre nós a vossa misericórdia,
Porque em Vós esperamos.


Em Vós espero, meu Deus,
não serei confundido eternamente.

0 comentários:

Postar um comentário