Dia 23/MAI: Dom Romero nos altares…

Humilde servo de Deus e dos pobres...
Por fim e a pesar de tudo conseguiu-se a beatificação de Dom Romero, arcebispo-mártir de San Salvador (1917-1980). Quando vivo, ele encontrou incontáveis dificuldades com João Paulo II, que não queria recebê-lo; quando morto, a Cúria Vaticana bloqueou seu processo, acusado de ser comunista. É muita miopia espiritual não ver que morria um mártir, testemunha de Jesus.
   
Muita gente foi assassinada naquela época. O Padre jesuíta Rutílio Grande (1928-1977) foi o primeiro. Com ele caíram também um catequista, Manuel, 72 anos, e um acólito, 16 anos, Nelson. Depois deles, muitos outros derramaram o seu sangue: leigos, religiosas e padres durante a ditadura militar que oprimiu esse povo. Dom Romero assumiu seu ministério de bispo como um serviço e aproveitou sua autoridade moral para ajudar os camponeses oprimidos e ameaçados. Em 1980 mataram Dom Romero na Igreja, enquanto celebrava a missa. O sangue de Cristo misturou-se com o dele...   

E não pararam por aí. Anos mais tarde, aqueles malditos esquadrões da morte chegaram até dentro do Campus da UCA (Universidade Católica) e assassinaram mais cinco jesuítas e duas colaboradoras (16/NOV/1989)... Quiseram silenciar cabeças pensantes, vozes proféticas e corações fraternos. O mundo inteiro protesto, em quanto o Vaticano calava...

Até que veio Francisco, o Papa Argentino, Latino-americano e jesuíta, e conseguiu implantar o evangelho onde havia apenas burocracia administrativa.

Diversos Presidentes de Governo de América Latina, 15 arcebispos, 60 bispos, 1200 padres, e mais de 250.000 pessoas são esperadas para esta celebração. O que se quis silenciar, será agora um evento histórico.

A beatificação de Dom Romero é a primeira de muitas outras que a extrema direita eclesial quis abafar.

En nombre de Dios y en nombre de este pueblo sufriente, les pido, les ruego, les ordeno en nombre de Dios que termine la represión...(Dom Oscar Romero)

CLIQUE AQUI para escutar o HINO: Mons. ROMERO...





2 comentários:

  1. A canonização de D. Romero é prova de novos rumos na Igreja. Igreja, essa sim, de Cristo. Igreja de Franciscos, pobre como de Assis, missionária como Xavier! São Romero, rogai por nós!

    ResponderExcluir
  2. Corrigindo: beatificação no lugar de canonização.

    ResponderExcluir