04/MAI: São José Maria Rubio SJ (1864-1929), apóstolo de Madri...

Ele era como a manhã cheia de cores...

José Maria nasceu na Espanha. Dele disse o seu avô materno: Quem viver verá que este menino será um homem importante e que valerá muito para Deus...

José Maria entrou no seminário diocesano de Granada, onde estudou Filosofia, Teologia e Direito Canônico. Ordenado presbítero, passou para a diocese de Madri.

Peregrinou a Roma e à Terra Santa. Impressionado pelo que viu, ouviu e sentiu começou a repensar sua vocação. Aos 44 anos, sendo padre diocesano, entra no noviciado da Companhia de Jesus, em Granada.

Madri foi o seu grande campo de apostolado, sendo procurado por muita gente, para uma orientação espiritual, porque ele vivia o que pregava. O seu lema: “Fazer o que Deus quer e querer o que Deus faz...”. Organizou e orientou diversas missões populares em Madri.

Grande apóstolo, ele possuía dotes místicos e uma sensibilidade sobrenatural que o aproximava do seu povo. Formador de muitos cristãos que sofreram, pouco depois, o martírio no tempo da perseguição religiosa.

Debilitado pelo imenso trabalho realizado pressentiu sua morte e se despediu dos seus amigos dizendo: “Senhor, se queres levar-me agora, estou preparado... Quando faleceu em 1929, vítima de um infarto, todo Madri dizia: “morreu um santo!” 

João Paulo II o beatificou em 1985 e o canonizou no ano de 2003.

São José Maria Rubio rogai pelo povo madrilenho e por todos nós!

Uma pergunta: O quê significa para você “ser santo”?


0 comentários:

Postar um comentário