19/OUT: São João de Brébeuf sj (1593-1649) e Companheiros, mártires no Canadá...

As estrelas brilham sem o saber...

Hoje lembramos a santidade e o martírio de oito jesuítas franceses, padres e irmãos, missionários entre os indígenas iroqueses do Canadá. Provavelmente essa foi a missão mais difícil que a Companhia de Jesus realizou na sua história.

A região dos Grandes Lagos, entre Estados Unidos e o Canadá, era habitada por indígenas muito violentos. No século XVI britânicos e franceses iniciaram a colonização do Canadá; uns foram para o Noroeste; outros para Sudeste. Contudo, os índios Iroqueses não aceitaram essa situação e se colocaram em guerra contra os Hurons, que estavam acolhendo os jesuítas franceses...

Os jesuítas resolveram ficar, mesmo sabendo do perigo que corriam. O filme “Hábito negro”, 1991, conta esta odisseia. Martirizaram seis sacerdotes e dois irmãos jesuítas que viviam com os iroqueses: Ir. Renato Goupil (+16420; o Pe. Isaac Jogues e o Ir. João de La Loude (+1647); o Pe. Carlos Daniel (+1648) e os PP. João de Brébeuf, Gabriel Lalement, Carlos Carnier e Natal Chabanel (+1649). Todos foram torturados barbaramente...

João de Brébeuf
 nasceu, como todos os outros, na França e entrou para a Companhia de Jesus aos 24 anos de idade. Pouco depois foi para o Canadá, pois conhecia a língua e os costumes dos índios Algonquinos. Escreveu uma gramática da língua deles, e também livros catequéticos.

O Pe. João viveu pobremente no meio dos Hurons e, só depois de 6 anos de trabalho intenso, conseguiu batizar o primeiro indígena. Em 1642 os ferozes índios Iroqueses iniciaram a invasão das terras Hurons e da missão; amarraram o padre jesuíta e o torturaram barbaramente: abriram-lhe o peito e até comeram o seu coração...

Como aconteceu com os primeiros cristãos que, ao serem perseguidos se dispersaram levando junto sua fé em Jesus, assim aconteceu com os indígenas Hurons cristãos que sobreviveram; se espalharam levando com eles a fé cristã, até os dias de hoje...

Nossos mártires foram canonizados pelo Papa Pio XI, em 1930; Quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; mas quem perder a sua vida por amor de mim e pelo Evangelho, há de salvá-la...

Mártires do Canadá rogai a Deus para que a fraternidade aconteça entre as nações e as religiões!

Como é o seu seguimento de Jesus?


0 comentários:

Postar um comentário