Mais uma vez o Papa Francisco fala de um possível Armagedon, uma guerra nuclear de consequências imprevisíveis para a humanidade. Os presidentes de Estados Unidos e da Coreia do Norte elevaram a tensão a um nível máximo. Só precisamos de um incidente para desencadear a guerra...

Tenho medo de uma guerra nuclear. Estamos no limite… confessou publicamente o Papa. E ele é bem informado. Precisamos destruir o armamento nuclear… disse o Papa aos jornalistas que o acompanham na sua viagem ao Chile. E lhes distribuiu essa foto dramática do menino de Nagasaki, 1945, que espera às portas do crematório público, para depositar seu irmãozinho morto pela bomba atômica.

Somos contra todo tipo de guerra e violencia; mesmo as caseiras. O diálogo entre as partes parece ser o único remédio. O poblema surge quando não acreditamos mais no outro... 




Uma mãe extremamente religiosa descobre que o filho é gay. Com a ajuda de Deus e de seus líderes religiosos ela o força a tornar-se heterossexual. Por razões óbvias, nada do que ela faz funciona e, pressionado demais, o jovem se mata. Esse é o enredo do longa "Orações para Bobby", baseado em fatos reais. A história se repete em uma família aqui e outra acolá.
A relação entre pais e filhos LGBT é um assunto delicado. "Eles [meus pais] puderam perceber através da minha conduta que isso era apenas um detalhe da minha personalidade. Eles entenderam que o filho deles podia ser uma boa pessoa, honesto, bom caráter, bom filho, bom amigo, mesmo sendo gay". Os pais precisam amar os seus filhos como eles são e não lhes complicar mais a vida.
A revelação, muitas vezes, resulta em nova violência. Prefiro filho drogado do que viado, antes puta do que sapatão, sai dessa casa e só volta quando virar homem... Como se quisessem corrigir, algo natural, e incorrigível. Os pais tem que acolher seguros os filhos diferentes.
Poucos dias atrás, um moço com mais de 30 anos me dizia que sua casa virou um inferno quando ele contou sua realidade homo-afetivaA homofobia humilha, tortura e mata. Meu filho gay é um dom de Deus para todos nós! 
Eu também acredito nisso, disse confiante àquela mãe.

Para ver o vídeo Orações para Bobby CLIQUE AQUI






O Papa Francisco estará novamente na América Latina de 15 a 22/JAN/2018, visitando o Chile e o Peru. Eis o programa oficial:

CHILE
15/JAN (Segunda-feira): ROMA - SANTIAGO
08h00 Partida do Aeroporto de Roma/Fiumicino para Santiago
20h10 Chegada ao Aeroporto de Santiago. Cerimônia de boas-vindas
21h00 Chegada do Santo Padre à Nunciatura Apostólica

16/JAN (Terça-feira):
08h20 Encontro com Autoridades, Sociedade Civil e Corpo Diplomático no Palácio de la Moneda
09h00 Visita de cortesia à Presidente no Salão Azul do Palácio de la Moneda
10h30 Santa Missa no Parque O’Higgins
16h00 Breve visita ao Centro Penitenciário Feminino de Santiago
17h15 Encontro com Sacerdotes, Religiosos, Religiosas, Consagrados e Seminaristas na Catedral de Santiago
18h15 Encontro com os Bispos na Sacristia da Catedral
19h15 Visita privada ao Santuário de São Alberto Hurtado, SJ. Encontro privado com os jesuítas

17/JAN (Quarta-feira):
SANTIAGO-TEMUCO-SANTIAGO
08h00 Partida do Aeroporto de Santiago para Temuco
10h30 Santa Missa no Aeroporto de Maquehue
12h45 Almoço com alguns habitantes de Araucanía na Casa “Madre de la Santa Cruz”
15h30 Partida do Aeroporto de Temuco para Santiago
17h00 Chegada a Santiago
17h30 Encontro com os jovens no Santuário de Maipu
18h30 Deslocamento em carro até a Pontifícia Universidade Católica do Chile
19h00 Visita à Pontifícia Universidade Católica do Chile

18/JAN (Quinta-feira) SANTIAGO-IQUIQUE-LIMA
08h05 Partida do Aeroporto de Santiago para Iquique
10h35 Chegada ao Aeroporto Internacional de Iquique
11h30 Santa Missa no Campus Lobito
14h00 Almoço com a Comitiva Papal na “Casa de retiros do Santuário de Nossa Senhora de Lourdes” dos Padres Oblatos
16h45 Deslocamento para o Aeroporto de Iquique. Cerimônia de despedida
17h05 Partida do Aeroporto de Iquique para Lima

PERU
17h.20 Chegada ao Aeroporto de Lima. Cerimônia de boas-vindas

19/JAN ( Sexta-feira): LIMA-PUERTO MALDONADO-LIMA
08h30 Viagem de avião de Lima para Puerto Maldonado
10h15 Chegada ao Aeroporto de Puerto Maldonado
10h30 Encontro com os Povos da Amazônia no Centro Regional Madre de Dios (Discurso do Papa)
11h30 Encontro com a população no Instituto Jorge Basadre
12h15 Visita às crianças do Lar Principio
13h15 Almoço com os representantes dos povos da Amazônia no Centro Pastoral Apaktone
14h35 Viagem em avião até Lima
16h10 Chegada ao Aeroporto de Lima
16h20 Visita à Capela da Base Aérea
16h45 Encontro com Autoridades, Sociedade Civil e Corpo Diplomático no Pátio de Honra (Discurso do Santo Padre)
17h15 Visita de cortesia ao Presidente no Salão dos Embaixadores do Palácio do Governo
15h55 Encontro privado com os membros da Companhia de Jesus na igreja de São Pedro

20/JAN (Sábado):
LIMA-TRUJILLO-LIMA
07h40 Partida do Aeroporto de Lima para Trujillo
09h10  Chegada ao Aeroporto de Trujillo
10h00 Santa Missa na esplanada litorânea de Huanchaco
12h15 Passeio no papamóvel pelo bairro “Buenos Aires”
15h00 Breve visita à Catedral
15h30 Encontro com Sacerdotes, Religiosos, Religiosas e Seminaristas das Circunscrições Eclesiásticas do Norte do Peru no Colégio Seminário SS. Carlos e Marcelo
16h45 Celebração Mariana à Virgen de la Puerta na Praça das Armas
18h15 Viagem de avião para Lima
19h40 Chegada ao Aeroporto de Lima

21/JAN (Domingo): LIMA- ROMA
09h15 Oração da Hora Média com as Religiosas de vida contemplativa no Santuário do Senhor dos Milagres
10h30 Oração junto às Relíquias dos Santos peruanos na Catedral de Lima
10h50 Encontro com os Bispos no Palácio Arcebispal
12h00 Angelus na Praça das Armas
12h30 Almoço com a Comitiva Papal na Nunciatura Apostólica
16h15 Santa Missa na base Aérea “Las Palmas”
18h30 Chegada ao aeroporto. Cerimônia de despedida
18h45 Partida do Aeroporto de Lima para Roma/Ciampino

22/JAN (Segunda-feira): ROMA

14h15 Chegada ao aeroporto de Roma/Ciampino

A fotografia foi tirada no Vaticano, no ano passado. Nela, o Papa Francisco aparece com uma indígena mapuche que, com seus trajes coloridos, parece estar praticando algum rito espiritual. Francisco inclina sua cabeça para que a indígena possa tocar seu rosto. Alguns quiseram ver uma forma de bênção ao Papa, embora parece que a indígena está tentando transmitir o espírito de seus deuses ancestrais ao Papa. A foto foi vista pelas pessoas comuns como um gesto de simpatia a todos os indígenas da Terra. Outros, no entanto, incluindo grupos católicos conservadores ficaram escandalizados. 

Os conservadores afirmaram que não foi uma surpresa preparada para Francisco, e alegam que o pontífice, ao inclinar a cabeça na direção da mapuche, está aceitando o rito realizado. E é ela quem abençoa o Papa e não o contrário.

Os indígenas com os quais Francisco vai se encontrar no Chile se sentem discriminados pelos governos, racial e socialmente, e dirão isso ao Papa. É o único grupo de nativos da América que derrotou militarmente os conquistadores espanhóis no século XVI usando táticas inéditas de guerrilha, com as quais conseguiram resistir por 300 anos. Eles não se sentem chilenos nem argentinos, apenas nativos, e pretendem continuar assim. São os mapuches.


Em vista da viagem que o Papa Francisco planejava fazer ao Chile, dias 15 a 19/JAN, não há dúvidas de que esse gesto foi mais do que um gesto de simpatia, mas uma mensagem fraterna a todos os indígenas que vai logo encontrar.

Logo saberemos....