Carta do Papa Francisco ao Pe. Geral dos Jesuítas...

 
Querido Padre Nicolás

Foi com grande alegria que recebi a amável carta que me enviou, em nome próprio e da Companhia de Jesus, por ocasião da minha eleição à Cátedra de São Pedro, na qual me assegura a sua oração pela minha pessoa e pelo meu ministério apostólico, assim como a sua total disponibilidade para continuar a servir incondicionalmente a Igreja e o Vigário de Cristo, segundo o carisma de Santo Inácio de Loiola. 
 
Agradeço-lhe cordialmente esta manifestação de apreço e proximidade, à qual respondo reconhecidamente, pedindo ao Senhor que ilumine e acompanhe todos os jesuítas, de modo que, fiéis ao carisma recebido e seguindo os exemplos dos santos da nossa amada Ordem, possam ser com a ação pastoral, mas sobretudo com o testemunho de uma vida inteiramente entregue ao serviço da Igreja, Esposa de Cristo, fermento evangélico no mundo, procurando incansavelmente a glória de Deus e o bem das almas.
 
Com estes sentimentos, peço a todos os jesuítas que rezem por mim e me encomendem à amorosa proteção da Virgem Maria, nossa Mãe do céu, e eu dou-lhes a Bênção Apostólica, que torno extensiva a todas aquelas pessoas que colaboram com a Companhia de Jesus nas suas atividades, beneficiam das suas boas ações e participam da sua espiritualidade.

Francisco 

Vaticano, 16 de março de 2013
 

3 comentários:

  1. Que bom seria se todos se esforçassem para isto. Na prática, a teoria é outra!

    ResponderExcluir