O Papa em Lampedusa: ouvi o clamor dos pobres...

Onde está o teu irmão?...
No dia 8/JUL o Papa Francisco foi ao encontro dos pobres e dos estrangeiros marginalizados. Saiu cedinho do Vaticano e se encontrou com migrantes sem-papeis africanos, na pequena ilha de Lampedusa, território italiano bem perto da África. Sem comitiva nem protocolo, como um irmão. Era a fé em Jesus traduzida em gesto fraterno. Todos entendem os gestos; as palavras e as encíclicas nem sempre!

A missa, no estádio Arena e juntos cristãos e muçulmanos. O Papa entrou com um báculo em forma de cruz, madeira dos pequenos barcos naufragados. Tantos se afogaram naquelas águas!

O Papa pronunciou sério sua homilia, pedindo perdão (dai a cor roxa da sua casula¡) e denunciando a situação injusta daqueles homens e mulheres. Alguns destaques da homilia do Papa:
Senti que tinha que vir hoje aqui, para rezar e estar próximo de vocês... Queridos migrantes muçulmanos: a Igreja está do vosso lado, vocês que buscam uma vida mais digna também para as vossas famílias...

A pergunta de Deus a Caim é também dirigida a nós: onde está teu irmão? Perdemos o sentido da responsabilidade fraterna... Caímos na globalização da indiferença... Muitos não estão aqui, morreram buscando uma vida melhor...

O Papa voltou, pouco depois, para o Vaticano, mas seus olhos continuam fixos nas periferias existenciais da humanidade, onde o amor dos cristãos deve estar mais presente em nome de Jesus.

0 comentários:

Postar um comentário