Quantos pães tendes?... (Mc 6, 38)

Me procurei a vida inteira e não me achei... (M. de Barros)
Na vida há situações tão sedutoras que até perdemos a noção do tempo, como aconteceu outrora com aquele povo que escutava Jesus... Caminharam com rapidez, escutaram com interesse e nem perceberam que as horas tinham passado... O que fazer?

Despedi-los é a situação mais fácil e descomprometidaVirem-se e que cada um cuide de si! Jesus surpreende os discípulos com outra demanda: Quantos pães tendes?... O que vocês têm para partilhar?... As perguntas de Jesus são diretas e mexem com o coração, pois provavelmente temos muito mais do que gostaríamos de partilhar... Mas, só assim o nosso individualismo se quebra e seremos mais humanos e melhores cristãos. A partilha humaniza e cristianiza. 

Jesus nos pede compartilhar o que somos e temosMuito?... Pouco? O que você puder fazer, faça-o com alegria!

E assim foi! Todos compartilharam o pouco que tinham e ficaram saciados e felizes.

Quantos pães tendes?... Numa sociedade consumista como a nossa o convite está feito. Quem compartilhar o que é e tem será muito mais feliz. Eu tenho sentido isso algumas vezes e visto muito mais! Sem partilha não há realização!

Uma pergunta: Você é feliz?


0 comentários:

Postar um comentário