4º Dia 1º Exercício: Jesus me chama para participar de sua missão...

Miserando atque eligendo... (Lema do Papa Francisco)
Experimentando sua misericórdia, me chamou! Jesus me salva, confia em mim e me chama para ir com Ele, e e nEle fazer uma história de salvação.

Pedir a Nosso Senhor a graça de não ser surdo ao seu chamado, mas pronto e diligente para estar com Ele. Admirá-lo e imitá-lo! E, querendo lhe mostrar maior afeição, se o Senhor assim o quiser, pedir a graça de fazer oblação de maior valor e de maior importância, afirmando que quero e desejo, com a graça divina, acompanhá-lo de perto.

O pecado, barulhento e dispersivo, destrói tudo. Fora de Deus, perdemos o bom senso, agredimos e nos perdemos. Neste mundo caótico e competitivo, Deus-Amor envia seu Filho Único, não para condenar, mas para salvar o ser humano perdido.

Jesus, no seu aniquilamento e pela sua ressurreição, nos salva. Salva todos os homens e toda a criação. Participamos com Ele de uma nova criação! E, me convida para estrar com Ele e participar da sua vida-missão. Em Cristo tudo foi recapitulado, pois Ele é a plenitude! Não existe proposta que dê maior sentido à nossa vida!

Comparar, segundo a parábola do Reino de Sto. Inácio, outras propostas que poderiam atrair a atenção de pessoas generosas... Um projeto de âmbito nacional ou mundial, em benefício de todos os homens e do homem todo, com boas repercussões no meio ambiente, com honestidade, com certeza de êxito... Admiração que o Papa Francisco levanta... Relacionar isso com a pessoa e a proposta de Jesus. Ele me convida, na plenitude do tempo e do espaço. Deus recapitula e recria tudo na pessoa do Filho! Estamos com Ele na missão e também na ressurreição!

O exemplo de Urias (traído pelo Rei Davi), solidário com seus companheiros, nos impulsiona a acompanhar Jesus mais de perto no seu aniquilamento. E a mostrar maior afeição.

O Reino de Deus é Jesus. Ele é a boa-notícia! Nele tudo foi recapitulado, purificado na morte e recriado pela sua ressurreição. Ele é a porta, o Bom Pastor e a vinha; nós as ovelhas e os ramos. Sem ele nada; com Ele tudo! Ele é o templo, a coluna mestra; nós, grãos de areia neste templo. Somo o corpo místico de Jesus!

Ponha-me, Senhora, com TEU FILHO, era o pedido de Santo Inácio e, agora, também o nosso. Com TEU FILHO unido à humanidade corrompida, matou na cruz o pecado e ressuscitamos com Ele para uma vida nova. Ponha-me com teu Filho que se abaixou; e que, agora, vive. Nossa resposta é a uma pessoa. Estamos nos comprometendo com a pessoa a proposta de Jesus. Que tudo em nós seja em Cristo! Sou chamado para segui-lo; não só admirá-lo, mas também imitá-lo.

Deus me chama para acompanhar seu Filho Jesus na reconstrução do mundo. Põe tudo à minha disposição... Seria total loucura, enorme presunção e consumada ingratidão dizer NÃO a Deus, abusar dos seus dons, enveredar por descaminhos; arruinar a obra de Deus e a mim próprio.
Que maravilha quando respondemos aos seus apelos e que horror se ficamos indiferentes, apáticos ou se tomássemos, presunçosamente, as nossas iniciativas independentes, à margem, e, até, em oposição aos planos de Deus!

Ver ele em todas as coisas e todas nele!

Textos para orar durante a semana:
  • Mc 3, 13: Chamou os que quis; e foram até ele...
  • Lc 5, 1-11: Vos farei  pescadores de homens...
  • Mt 13, 44-46: O reino de Deus é como um tesouro escondido...
  • Ez 37, 1-14; 36,25-29: Ossos ressecados adquiriram vida...
  • Jo 10, 1-18; 15,1- 27: A porta! A videira!
  • Rm 12, 1-2: Oferecer nossos corpos...
  • Rm 14, 5-9; 8,1-38: Ninguém vive para si... somos do Senhor!
  • 2Cor 5, 17-21: Nos confiou o ministério da reconciliação...
  • Is 54: Entoa alegre canto, ó estéril...
  • Is 61, 10-62,12: Ele me vestiu de salvação...
  • Jr 31, 31-37: Nova aliança; gravá-la-ei no seu coração...
Finalize sua oração sempre com um colóquio de amizade: Jesus eu lhe agradeço porque o Senhor veio até nós... O Senhor que é igual a Deus-Pai, não se prevaleceu de sua condição, mas se fez homem arruinado. O amor não tem limites.. O Senhor amou até o fim. O Senhor me chama de novo, me dá uma segunda oportunidade de realização maior que a primeira. O Senhor me chama para segui-lo; para integrar-me no Senhor, ter a sua vida! Participar de sua missão! Senhor não permita que me afaste do Senhor novamente!

Afastei-me do Senhor, entreguei-me às minhas ideias e aparências; experimentei a morte e a frustração...

Senhor, agora eu quero viver sempre convosco. Mostre-me qual a parte da sua missão que o Senhor quer me confiar. Quero conhecê-lo profundamente, para mais amá-lo e segui-lo. Quero descobrir a minha missão! Sei que minha missão é participar na sua missão, como minha vida é participação na sua vida! Toma Senhor e recebe toda a minha liberdade...

Vamos juntos realizar seu Plano de Amor: comunicando a vida aos seres humanos nossos irmãos. Quero também, Senhor, se for escolhido, acompanhá-lo de perto na sua pobreza, na sua humilhação. Escolhido para estar assim com o Senhor e como o Senhor. Que a dor e o sofrimento não me afastem da luta, nem prejudiquem a nossa obra. Terminar com um Pai Nosso.

Seduziste-me, Senhor, e eu me deixei seduzir; numa luta desigual dominaste-me, Senhor e foi tua a vitória!


Só quero que estejais cientes disto: para ter benefício neste caminho e subir às moradas que desejamos, o importante não é pensar muito, mas amar muito. E, assim, deveis fazer o que mais vos despertar o amor. É possível que nem saibamos o que é amar, isso não me espantaria muito, porque o amor não está no maior gosto, mas na maior determinação de desejar contentar a Deus, em procurar, na medida do possível, não ofendê-lo e em pedir-lhe o aumento contínuo da honra e glória de seu Filho, bem como a prosperidade da Igreja Católica. São esses os sinais do amor, e não penseis que a oração consista em fixar o pensamento num só ponto, nem que tudo estará perdido se vos distrairdes um pouco. (S. Teresa de Jesus, Castelo Interior, Quartas Moradas, I, 7).

0 comentários:

Postar um comentário