Uma nova fase do papado de Francisco?

Temos medo da Boa Nova do Evangelho?
O Papa Francisco falou no encerramento do Sínodo. Se não o fizesse, seu silêncio poderia parecer omissão numa assembleia marcada por "animadas discussões", como ele mesmo as definiu. Como sempre, ele usou palavras fortes e sinceras, sem medo de se expor e de assumir seu papel de Pastor Universal, diante de temas delicados e polêmicos.

O Papa Francisco sabe que tem atrás de si a maioria do Sínodo, mas, para um pastor atento à unidade da Igreja, isso não é suficiente. As reservas vieram de diversas partes e alguns até se aproximaram de Bento XVI buscando o seu apoio...

Até agora os Sínodos repetiam o que o Papa e a Cúria Romana queriam ouvir. Este foi diferente já que desde o início o Papa disse: falem abertamente, conforme suas convicções e consciência.  E foi o que aconteceu.

Será que finaliza "um" papado espetacular e midiático e começa um novo estilo mais prudente e sofrido reconhecendo as diferenças profundas que existem dentro da própria Igreja? O tempo dirá!

No seu discurso de encerramento o Papa alertou para as tentações que podemos ter, ao reler e refletir sobre os relatórios do Sínodo:
Enrijecimento hostil, fechar-se dentro do escrito e não se deixar surpreender por Deus, pelo Deus das surpresas (pelo Espírito!);
“Bonismo” destrutivo que em nome de uma misericórdia enganadora, enfaixa as feridas sem antes curá-las e medicá-las;
Descer da cruz, para contentar as pessoas e não realizar a vontade do Pai;
Negligenciar o “depositum fidei” considerando-se não custódios, mas proprietários ou donos da Boa Nova de Jesus...
As tentações não devem nem nos assustar nem desconcertar e muito menos desencorajar, porque nenhum discípulo é maior do que seu mestre... Contudo?

O Papa Francisco sabe que deve recompor a unidade interna da Igreja, para dar os passos que ainda precisam ser dados.

E você, o que opina sobre esta nova forma de exercer a Sinodalidade?
 

2 comentários:

  1. Estamos em uma mudança de paradigma.
    Papa Francisco é um Profeta, homem do Espírito. Que Deus o guie e o guarde em sua missão.

    ResponderExcluir
  2. Encanta-me a ousadia no Espírito do Papa Francisco.

    ResponderExcluir