16/NOV/1989: 25 aniversário dos Mártires da UCA/El Salvador...

Não tenho certeza de se o deserto me habita...
Aconteceu em San Salvador/El Salvador, na casa dos jesuítas da Universidade Centro-Americana (UCA). Foi no ano de 1989, quando seis padres jesuítas, professores da Universidade, e duas funcionárias foram vilmente assassinados, por um pelotão das Forças Armadas, sob as ordens do coronel René Ponce. Os nomes destes mártires latino-americanos não podem ser esquecidos:

Padre Inácio Ellacuría sj (*1930): Reitor da Universidade. Um intelectual a serviço dos mais pobres. Ele mesmo dizia que fazia uma “filosofia da libertação”...
Padre Ignácio Martín-Baró sj (*1942): Vice-reitor acadêmico da UCA. Professor de Psicologia. Psicologia a serviço da libertação das pessoas.
Padre Segundo Montes sj (*1933): Diretor do Instituo de Direitos Humanos da UCA.
Padre Juan Ramón Moreno sj (*1933): Diretor da Biblioteca de teologia.
Padre Armando López sj (1936): Professor de filosofia.
Padre Joaquin López y López sj (1918): Fundador da Universidade.
Com eles também foram assassinadas duas funcionárias: Julia Elba Ramos e sua filha Celina Ramos.

Jesuítas e colaboradores trabalhando e morrendo juntos, assassinados dentro do Campus Universitário. Dessa forma brutal quiseram silenciar e acabar com a pastoral evangelizadora e libertadora desses jesuítas intelectuais. Não o conseguiram, pois o sangue dos mártires é semente de novos cristãos e de maior compromisso.

Para os militares salvadorenhos a comunidade de jesuítas era "perigosa", pois mantinha contatos fraternos com os jovens estudantes e também com as populações marginalizadas e empobrecidas. 

Este massacre causou uma onda de indignação no mundo todo e serviu para acabar com a ditadura militar nesse país centro-americano. 

A nossa hierarquia eclesiástica não sabe lidar ainda muito bem com o testemunho de sangue dos mártires de nossos dias. Que o diga a lentidão com que se alastra a beatificação de Dom Oscar Romero, Arcebispo de San Salvador, assassinado 9 anos antes, quando celebrava a santa Missa...

Oxalá a nossa bendita Companhia jamais tenha medo de viver, com alegria, o Evangelho de Jesus. 

Mártires da UCA olhai pelas populações mais empobrecidas de América Latina...



0 comentários:

Postar um comentário