Ir ou vir...


Há uma grande diferença entre o ir e o vir... Foi o que ele disse, sem quase pensar. Foi puro sentimento partilhado. Fiquei a ponderar: muitos de nós já passamos por essas experiências. Quais as diferenças? Uns gostam mais do "ir", outros do "voltar".

O “ir” tem um horizonte desconhecido; o “vir”, pelo contrário, carrega expectativas e a ânsia do encontro. O “ir” nos torna desbravadores, alguém capaz de superar os próprios medos e limites; o “vir” nos faz curtir a presença e o carinho dos amigos e conhecidos. Eu, agora,  gosto mais do voltar.  Só assim me sinto em casa.

Fruto desse "ir" e "vir" é o chegar. Alguns nunca chegam a lugar nenhum, pois não saíram do lugar onde estavam. Insegurança? 

Neste tempo do Advento esperamos a chegada daquele que sempre vem vindo: Amor sem limites, e vida cheia de esperança. E você, vai ou vem ou ainda nem saiu do seu lugar?

Na minha caminhada, vejo os céus abertos e o meu coração clama: Vem Senhor Jesus!

0 comentários:

Postar um comentário