Epifania: Paradigma do discernimento...

Seguimos estrelas para encontrá-lo...

A festa da Epifania revela nossas diversas atitudes diante de Jesus. Três atitudes, três grupos de pessoas. Os Magos buscam guiados pela pequena luz de uma estrela; os guardiões da religião do Templo permanecem fechados em suas tradições; o rei Herodes vê perigos e ameaças no nascimento de uma criança. Todos tomam decisões, mas somente os Magos têm liberdade para ir além de si mesmos e abrir-se à Boa Notícia.

Os Magos não pertencem ao povo eleito de Israel, mas vivem numa atitude de atenção e leitura do “mistério” que se revela no cosmos. Seu coração busca a verdade. Descobrem uma pequena luz e se põem a caminho. Não conhecem o itinerário a seguir, mas intuem que o sentido da vida consiste em acolher aquela criança. Eles são paradigma de nossa atitude de discernimento. Estou a caminho? Saio de mim mesmo?

Herodes e os guardiões da religião têm muitas resistências para sair e acolher o diferente. Herodes tem medo de perder e os guardiões de fazer o ridículo. Nenhum deles deixa seu lugar nem se coloca a caminho...

Os magos não caem de joelhos diante de Herodes nem entram no Templo de Jerusalém, pois o acesso lhes está proibido. A pequena luz os atrai para o minúsculo povoado de Belém... Uma lenda os apresenta como um rei jovem, outro ancião e outro negro significando que todos precisamos caminhar e abrir-nos ao novo, ao “mistério” e reconhecer nele a presença de Deus.

A viagem dos Magos é símbolo da vida cristã: discernimento e discipulado  exigem desapego, coragem e esperança. Jesus se revela a todos, mas só alguns o reconhecem...

Uma pergunta: O que você busca na vida?


4 comentários:

  1. Giovanni Marques Santos4 de janeiro de 2014 11:56

    Reflexão bela e sintética. Iluminou minha tarde como a estrela de Belém.

    ResponderExcluir
  2. O seu trabalho competente e perseverante já figura em ´Religión Digital´, permitindo, agora, uma ampliação dos que podem se beneificiar de ´Terra Boa´. Parabéns e ânimo nesta pastoral!

    ResponderExcluir
  3. Esta reflexão iluminou a minha mente para a peça de teatro de amanhã com as crianças, na missa. Obrigada Padre! (ROSEMEIRE)

    ResponderExcluir