Memórias passadas: Deus ama as solteiras... (Cf. Pe. L. G-Quevedo SJ)

Senhor, nos dias 18 a 21/AGO/2011, o Papa visitou Madri, para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Muitos jovens do Brasil estiveram presentes. O Apostolado da Oração nos pediu para rezar para que esta bela iniciativa encoraje todos os jovens do mundo a enraizar e alicerçar as suas vidas em Cristo. Eu também participei da JMJ, naquela ocasião, e me uni com todo o meu coração a essa intenção.
Em Madri, Bento XVI se encontrou com diversas classes de jovens: seminaristas, jovens religiosas, portadores de deficiência, jovens professores universitários... Mas eu quero rezar, hoje, por uma categoria de pessoas, não tão jovem, que costuma ser esquecida.

Senhor, eu sei que Tu és “Pai dos órfãos e protetor das viúvas” e que “aos desprezados Tu lhes dás uma casa para morar” (Sl 68[67], 6-7). Faz então com que nós, gente da Igreja, saibamos acolher e valorizar esses jovens-adultos que ainda não se casaram, mas já passaram da idade de participar dos nossos encontros de jovens.

Tu sabes que alguns homens e muitas mulheres, na metade da vida, não se casaram porque se dedicaram aos estudos, ao trabalho, ao cuidado de seus familiares idosos, ou porque se enrolaram em namoros sem futuro, que desembocaram em frustrações afetivas, ou porque acabaram desistindo de uma vocação religiosa mal discernida. É por eles e elas que eu te peço, Senhor.

Penso, especialmente, nas mulheres solteiras que gostariam de se casar e formar uma família, mas se sentem culpadas por não encontrarem um homem solteiro que queira assumir um compromisso. As redes sociais na internet, os livros de autoajuda e os conselhos dos mais velhos não resolveram sua situação. As amigas se casaram e têm filhos. A família as pressiona a conhecerem rapazes bons (“Cadê eles?”, se perguntam elas). A sociedade as marginaliza, chamando-as de “encalhadas”, “solteironas”, “titias”. Mas tu, Senhor, as amas, porque são tuas filhas.

E Tu lhes dizes o que o profeta Isaías escreveu a respeito de Jerusalém:

Não mais terás o nome de Abandonada, nem tua terra será chamada de Lugar Ermo. Ao contrário, serás chamada de ‘Meu Bem’ e tua terra será chamada de Senhora, pois o Senhor se apaixonou por ti, e tua terra terá um esposo.
Como o jovem se casa com uma jovem, assim teu criador se casará contigo. Mais que um recém-casado, feliz com a esposa, contigo estará feliz o Senhor (Is 62,4-5).


Que assim seja, Senhor!

0 comentários:

Postar um comentário