Morre o bispo clandestino Dom Wang Milu, 74 anos, na China...


Aconteceu no dia 18/FEV, sábado. Milhares de fieis católicos, dezenas de padres e bastantes bispos ‘clandestinos’, fieis ao Papa participara dos funerais do bispo emérito Tianshui, também ‘clandestino’. A polícia não reagiu a esta celebração massiva.
Dom Wang Milu pertence àquela geração de bispos que tentaram reconstruir a Igreja católica, 1980 e 1990, após o tsunami da revolução cultural (1966-1976).
Dom Milu nascera numa família católica rural, no nordeste do país. Tinha uma irmã religiosa e mais dois irmãos ao serviço da Igreja: um como padre e outro também como bispo.

Dom Milu foi ordenado bispo secretamente, em 1981. Tempos muito difíceis para os católicos da China.

Jovem e empurrado pelo Espírito de Deus, percorreu as comunidades católicas chinesas, com grande zelo apostólico, ordenando padres e também alguns bispos... Em 1984 foi preso em Pequim e condenado a 10 anos de prisão por esta atividade 'clandestina' e contra revolucionária.

No final, parece que não dominava mais sua cabeça e segundo alguns ordenou de diácono um menino de 8 anos, e um lama tibetano de padre. Também teria ordenado de presbíteros cristãos leigos casados... Era sua obsessão reconstruir a hierarquia da Igreja católica!

Seu irmão, atual bispo de Tianshui, precisou organizar melhor aquela atividade pastoral desenfreada de D. Milu. Não há dúvida que foi um homem bom e cheio de zelo apostólico.

E, segundo o testemunho de muitos: era um pobre a serviço dos outros pobres.

Trago hoje o testemunho desse bispo extraordinário. 

Descanse em PAZ!




Um comentário:

  1. Ceres de Andrade Paes20 de fevereiro de 2017 12:19

    Amém!Descanse em Paz,Querido Bispo Dom Wang Milu!

    ResponderExcluir