O Papa Francisco na mesa dos excluídos...



Após celebrar a Missa no  Aeródromo de Maquehue, no Sul do Chile, o Papa Francisco almoçou na Casa “Madre de la Santa Cruz” na presença do bispo de Temuco e representantes dos habitantes de Araucanía, dia 17/FEV.

Antes de deixar o local, o Papa foi até a Capela do Instituto onde estavam reunidas 40 Irmãs da Casa, alguns sacerdotes idosos e alguns Superiores de Congregações Religiosas presentes da Diocese.

Ao final do encontro, houve a troca de dons.

Além do Papa e do Bispo também participaram do almoço:
1) Representantes do Povo Mapuche: Sebastián Cayuleo (Comunidade de Boyeco), Rubén Nahuelpán (Buzo mariscador, Comunidade de Nehuentúe),  Teresa Hueche (Comunidade de Maquehue), Jaqueline Huircán (Comunidade de Nueva Imperial),  Juan Pailahueque (Pequeno agricultor em terras doadas pelo Estado, como reparação), Silvia Llanquileo (figura religiosa e de saúde ancestral de sua comunidade De Enoco), Rigoberto Queupul (2° Lonko, figura ancestral em sua Comunidade de Conoco, cultivador de hortaliças e frutas);  Patricia Panchillo (Tecelã artesanal e artesã da Comunidade de Cuyimko).
2) Jessica Bascur (Província de Malleco): vítima da violência rural 
3) Alex Hund Diethelm, colono (de família de suíço-alemães) e Garbens Saint Fort, recém imigrado vindo do Haiti.



Ah! Se essa moda pegasse em todas as dioceses do mundo...

0 comentários:

Postar um comentário