Igreja chilena crucificada...

Eis os que deveriam renunciar...

Foi um fiasco a viagem do Papa Francisco a Chile, em janeiro passado por culpa de alguns bispos. O Papa pediu à Conferência episcopal soluções para enfrentar o descrédito da hierarquia episcopal acomodada nas suas poltronas. Não é esse o modelo de bispo que a igreja quer e o povo requer. 

O Papa Francisco chamou os bispos do Chile a Roma, para os dias 14 a 17/MAI, para reconstruir a comunhão eclesial, e tomar medidas necessárias e das quais precisam. Como não fizeram o que tinham que fazer, o Papa o fez: escutar as vítimas da pedofilia que por anos chamaram às portas do Núncio, e do Cardeal de Santiago, e nunca os receberam...
  
É necessário repensar o que fazer para recuperar o tempo perdido! O povo cristão cansou das palavras vazias que os bispos falam e não vivem.

Ser Igreja em saída requer limpar o episcopado de pessoas mentirosas, acomodadas e desacreditadas, entre as quais está o próprio Núncio apostólico, Ivo Scapolo (*1953), o Arcebispo de Santiago, Ricardo Ezzati (+1942), o bispo de Osorno, Juan Barros, e outros 4 ou 5 mais que estão na lista dos vitimados. Eles crucificaram o povo e a Igreja chilena. 

Por isso, todos deveriam de renunciar.

E você o que pensa que os bispos culpados deveriam fazer?


0 comentários:

Postar um comentário