Encontro ecumênico em Bari: Continuemos a nos encontrar e a dialogar...


Aconteceu no dia 7/JUL o encontro dos patriarcas católicos, ortodoxos e coptas com o Papa, na basílica de São Nicolau de Bari/Itália, igreja românica do ano 1197. Todos saíram contentes de ter rezado pela paz no Oriente Médio e conversado fraternalmente. A única ausência sentida foi a do Patriarca de Moscou: Kirill (Cirilo I), enviou um bispos como representante, por que tem algumas desavenças políticas com outros patriarcas.

Estes encontros são importantes para apoiar, fortalecer esta Região e ajudar todos os patriarcas e Igrejas. Estou muito feliz, disse um dos participantes.

A mensagem do Papa foi muito forte e marcou uma bonita conclusão, na troca de ideias e propostas que fizeram todos os patriarcas e seus representantes.

Em Bari, emergiu o ecumenismo da vida, da convivência e sobretudo da colaboração, na ajuda recíproca. Temos o martírio branco, o do testemunho quotidiano no meio das dificuldades, e o martírio vermelhopelo sangue derramado dos cristãos. Nisso estamos juntos, como cristãos de denominações diferentes.

Alguns destaques? A oração em comunidade, o abraço da paz durante a oração e a soltaram das pombas ao céu,como sinal de uma mensagem de paz e justiça para esta região. E a conversa realizada a portas fechadas na Basílica de São Nicolau, e o almoço de todos no Arcebispado de Bari...

Bari lançou uma mensagem política para os líderes da terra para que “deixem esta região e não façam guerras”. O Papa disse que não é possível falar de paz quando se promove o armamento. As armas destroem tudo e os poderosos têm seus interesses e não os interesses dos povos do Oriente Médio


0 comentários:

Postar um comentário