Presidente dos EUA nomeia um ex-aluno dos jesuítas para Suprema Corte ...


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou a nomeação do juiz católico Brett Kavanaugh para Suprema Corte.
A eleição de um dos nove juízes que formam a Suprema Corte é uma decisão muito importante, porque o cargo é vitalício. O juiz da Corte só pode ser demitido pelo Congresso através de um impeachment ou renunciando por conta própria.
Após o anúncio, Kavanaugh fez um breve discurso destacando sua educação católica e como isso influenciou sua carreira. Do mesmo modo, disse que se sentiu “profundamente honrado” pela nomeação.
O lema do meu colégio jesuíta era ser um ‘homem para os outros’. Tentei viver esse credo, disse Kavanaugh, que se formou na Universidade Georgetown, dos jesuítas. Ele disse  que faz parte da vibrante comunidade católica na área do DC e que, embora os membros dessa comunidade discordem sobre muitas coisas, também estão unidos no compromisso de servir os demais...
Ele é voluntário servindo comida a pessoas desabrigadas, treinando o time de basquete da sua filha e dando aulas particulares em uma escola primária.
Há 40 anos, era coroinha do Pe. John Enzler, disse, mas agora sirvo a pessoas sem-teto graças à Catholic Charities.
Kavanaugh é um brilhante advogado, bom esposo, pai de duas filhas e amigo; um homem muito íntegro.
A Planned Parenthood, empresa multinacional abortista, disse: Kavanaugh não está preparado para servir na Suprema Corte, porque a sua história de extremismo com relação aos direitos reprodutivos coloca em perigo o nosso direito constitucional ao aborto...
Por outro lado, diversos líderes pró-vida expressaram suas esperanças em Brett Kavanaugh, que tem uma história na defesa das liberdades religiosas e restrições ao aborto. Esperamos que com Brett Kavanaugh, a Corte garanta o nosso primeiro direito, o direito à vida, base de todos os outros direitos humanos...

Eu fico contente com esta nomeação. E você?

0 comentários:

Postar um comentário