Notre-Dame de Paris em chamas...


O lema dos anarquistas fanáticos A única Igreja que ilumina é a que arde” concretizou-se no devastador incêndio da Catedral Notre-Dame de Paris (*1163). O que vimos foi horrível e emocionante. Enquanto tudo ardia, os bombeiros lutavam incansavelmente contra o fogo, voluntários retiravam peças de arte do interior da igreja, e o povo contemplava pasmo o que as chamas consumiam. Outras pessoas, com lágrimas nos olhos, rezavam o terço de Nossa Senhora. O dia 15/ABR/2019 entrará, por desgraça, na história da França.

Se algum malévolo quis apagar 850 anos de história da capital da França, quase o conseguiu. O incêndio foi um incidente? Provocado por uma mente doente? Por momentos, parecia haver labaredas de fogo aumentadas por algum material inflamável... A polícia não quis ir, por enquanto, à caça de bruxas ou de fanáticos incendiários estrangeiros. No ar paira uma dúvida e uma desconfiança colossal...

Muitas pessoas no mundo inteiro se emocionaram com as imagens da destruição. Quando caiu a agulha da catedral alta de 90 metros, senti um golpe no meu peito. A beleza construída com sabedoria e carinho por inúmeras pessoas foi destruída em pouco tempo...

Hoje a velha Europa amanheceu de luto.

E você o que sentiu?


0 comentários:

Postar um comentário