Mulheres significativas do Antigo Testamento...


Percorrendo a Bíblia encontramos muitas mulheres, todas significativas, saindo maravilhosamente da penumbra da história. A maioria anônimas, como corresponderia à sociedade machista judaica; outras se destacaram tanto que seus nomes entraram nos registros da história.

Estas mulheres citadas ou não, viveram situações comuns da história desse povo: Algumas eram jovens, outras idosas, mas todas femininas e vaidosas; mães, trabalhadoras, lutadoras... Muitas destacam-se apenas pela discrição e o silêncio, mas sempre estiveram presentes nas desgraças e nas vitórias. E quando não se fala delas podemos perguntar o porquê? Onde estavam, por exemplo, as mulheres no tempo do exílio da Babilônia, naquela situação de tanto sofrimento?

A narrativa do Povo de Deus é uma história de homens e mulheres. Falem delas ou não, elas estão sempre presentes como mães, companheiras, filhas, irmãs, escravas… Como não considerá-las, aplaudi-las e até abraçá-las?

Lembremos de algumas dessas mulheres:
HAGAR, escrava egípcia de Sara, concubina de Abraão e de quem nascerá um filho: Ismael.  (Gn21). Quanta dor e decepção no coração desta jovem mãe...
DINA, filha de Lia e Jacó, violentada pelo cananeu Siquém, a quem chegou amar e enviuvar, pois foi morto pelos irmãos dela: Simeão e Levi. Dina foi esquecida pela história (Gn34).
SUÉ, filha de um cananeu e mulher de Judá a quem lhe deu 3 filhos. 
TAMAR mulher viúva de Judá com o qual teve 3 filhos. Sem saber, transou com o próprio sogro Judá, por este não cumprir fielmente a lei do levirato. Tamar lutou pelos seus direitos, numa sociedade fortemente patriarcal, e gerou do sogro os gêmeos Farés e Zara (Gn 37).
SEFRA E FUA, parteiras egípcias, que desobedecem ao Faraó e salvaram a vida de muitos meninos marcados para morrer (Ex 1).
RAAB, prostituta de Jericó, ajudou os Israelitas na conquista da cidade; casou com Salmón e deu à luz a Boaz, bisavô do rei Davi (Js 2).
DÉBORA, juíza que defendeu as tribos de Israel, junto com um exército popular e a parceria de outras mulheres (Jz 4).
RUTE, JUDITE, ESTER ficaram no imaginário popular representando grupos de mulheres na luta por seus direitos e na defesa da vida. Todas tiveram que migrar, para salvar o seu clã e também o seu povo.

A lista poderia continuar com as mulheres significativas do NT:
MARIA, mãe de Jesus e de muitos dissabores.
ISABEL, esposa de Zacarias e mãe de João Batista.
MARIA MADALENA, discípula amada de Jesus e apóstola dos apóstolos.
MULHER SEM NOME QUE TOCA EM JESUS
SAMARITANA
ESTRANGEIRA QUE DESAFIA AS ESTRUTURAS DA EXCLUSSÃO E PEDE A CURA PARA SUA FILHA,
FEBE,
JUNIA
TRIFENATRIFOSA
PÉRSIDEPRISCILA
LÍDIA
NINFA
CLOÉ.

Mulheres de ontem e de hoje, são tantas, mas sempre na luta pela vida e com seu jeito próprio feminino de ser e trabalhar.

Os desafios experimentados por elas foram multiples, mas, a arte de ser mulher permitiram-lhes afastar obstáculos, romper barreiras, ousar, sonhar e abrir novos caminhos...


0 comentários:

Postar um comentário