Covid-19: Onde está Deus?


Em tempos de quarentena, sofrimento e morte de milhares de pessoas surge frequentemente a pergunta: E Deus, onde está? A resposta mais honesta é: Ele está sofrendo com aquele que sofre... 

Tempos atrás tive que me submeter a uma cirurgia cardio vascular. Além do susto da notícia, do procedimento submetido e da pesada recuperação, pois tive a síndrome de Dressler com a inundação da caixa torácica e a falta de respiração, eu me sentia mais perto do céu do que da terra. Lembro de uma vez, fazendo tempo para a visita pós cirúrgica, passei pela capela do Santíssimo da Catedral de Pouso Alegre/MG, nas primeiras horas da tarde. Na Catedral estava apenas o Senhor eucarístico e eu. Sentado, comecei a lembrar, diante do Senhor toda aquele Calvário por mim experimentado. Aos poucos, meus olhos lacrimejaram quando senti que o Senhor me dizia: Foi teu Mambré; aqui eu te visitei... (Lembrando a visita de Deus a Abraão Gn 18).   

Diante de uma doença grave há dois modos de reagir: Descobrir a presença misteriosa e amorosa de Deus ou praguejar e amaldiçoar a experiência vivida. Por pura graça, o Senhor me fez experimentar a primeira. 

Nas últimas semanas, milhares de pessoas começaram a temer estar indo para o seu encontro final com Deus, a uma velocidade aterrorizante, devido à pandemia do Covid-19. Como padre, ouvi muitas pessoas expressar os mais diferentes sentimentos: pânico, medo, raiva, tristeza, confusão, desespero... O noticiário da TV parece um filme de terror: Hospitais e UTIs lotados, caixões amontoados, enterros comunitários... E os número de óbitos duplicando a cada 3 dias... Onde está Deus nisso tudo?

O Senhor está sempre conosco, e chora com aquele que chora... Disso não tenho dúvida. 

Quando Jesus via uma pessoa necessitada, os evangelhos nos dizem que seu coração era "movido por compaixão". Oxalá também nós sejamos agora assim: Mais compassivos com todos! 



0 comentários:

Postar um comentário