As mulheres mais perto do altar…


O Papa Francisco modificou o canon 230.1, do Direito Canônico, aprovando as mulheres no serviço da liturgia como acolitas ou leitoras. Primeiro passo para chegar, provavelmente, ao diaconato feminino? 

O que parece agora um pequeno passo pode trazer grandes consequências eclesiais, pois suprimiu a palavra `varão´ e foi substituída pelo plural leigos, eles e elas. Mudança mínima sem consequências maiores?

Cambio pequeno? Pode ser, pois em muitas das nossas comunidades já há mulheres lendo a Palavra no ambão, ajudando o presbítero na missa e até distribuindo a eucaristia na hora da comunhão. O que antes era oficioso agora é oficial. 

No motu propio, queda implícito que as mulheres possam suprir o presbítero em alguma de suas funções.

Oxalá caminhemos para uma sinodalidade prática, pois pelo batismo recebido todo fomos acolhidos pelo Pai, em Jesus Cristo, sem distinção de raça ou gênero. Os ministérios na Igreja são dons do Espírito Santo que devem ser acolhidos com alegria, para o bem das nossas comunidades.  

E você o que pensa sobre isto?



0 comentários:

Postar um comentário