12/NOV: Papa Francisco em Assis...


Na próxima sexta-feira, 12/NOV, o Papa Francisco volta a visitar Assis, a cidade de São Francisco, para passar algumas horas com diferentes categorias de pessoas que conhecem e vivem dificuldades sociais que aumentaram fortemente nestes quase dois anos de pandemia.

 

O gesto do Papa está diretamente ligado ao que toda a Igreja celebrará no próximo domingo, 14/NOV, por ocasião do V Dia Mundial dos Pobres. Nesse dia, o Papa visitará a Basílica de Santa Maria dos Anjos, onde encontrará uns 500 pobres de diferentes partes da Europa, em peregrinação aos lugares de S. Francisco.

 

Será a quinta vez do Papa Francisco em Assis, após as visitas de: 4/OUT/2013, 4/AGO/2016, 20/SET/2016 e 3/OUT/2020 (assinatura da encíclica "Fratelli Tutti").

 

V Dia Mundial dos Pobres 2021: "Os pobres sempre estão convosco" (Mc 14,7)

Jesus pronunciou estas palavras no contexto de uma refeição, em Betânia, na casa de um certo Simão chamado "o leproso", poucos dias antes da Páscoa.

 

Como conta o evangelista, uma mulher entrou com um vaso de alabastro cheio de um perfume precioso e o derramou sobre a cabeça de Jesus, gesto que causou grande espanto e deu origem a duas interpretações diferentes. A primeira é a indignação de alguns dos presentes, incluindo os discípulos, que pelo valor do perfume - cerca de 300 denários, o equivalente ao salário anual de um trabalhador - acham que teria sido melhor vendê-lo e dar o dinheiro. para os pobres. Segundo o Evangelho de João, é Judas quem interpreta esta posição: “Por que este perfume não foi vendido por trezentos denários e não foi dado aos pobres?” E João observa: “Ele disse isso não porque se importasse com os pobres, mas porque era ladrão e, como guardava a arca, tirava o que colocavam nela” (12,5-6). Não é por acaso que esta crítica dura sai da boca do traidor: é a prova de que quem não reconhece os pobres traem o ensino de Jesus e não podem ser seus discípulos. A este propósito, recordemos as fortes palavras de Orígenes: “Judas parecia preocupado com os pobres [...]. Se agora ainda há alguém que tem a bolsa da Igreja e fala pelos pobres como Judas, mas depois pega o que eles colocam, então ele tem sua parte junto com Judas "(Comentário sobre o Evangelho de Mateus, 11, 9).

 

 

0 comentários:

Postar um comentário