Encontro com os irmãos Ortodoxos...


O Papa encontrou-se, ontem, 3/DEZ, com o
 Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa do Chipre, autoridade máxima desta comunidade, convidando todos os cristãos a superar “preconceitos” e divisões.

Sinto-me feliz por estar convosco e agradeço o vosso cordial acolhimento. Obrigado, querido Irmão, pelas suas palavras, pelo coração aberto e pelo empenho em promover o diálogo entre nós. Séculos de divisão e distanciamento fizeram-nos assimilar, mesmo involuntariamente, não poucos preconceitos hostis a respeito dos outros... A fé em Deus aponta para “a concórdia e a unidade”, disse o Papa.

 

O Papa dirigiu a sua saudação aos bispos, sacerdotes, diáconos e fiéis da Igreja Ortodoxa de Chipre, com um pensamento especial “aos monges e monjas que, com a sua oração, purificam e elevam a fé de todos”.

 

Francisco evocou a figura de São Barnabé, que colaborou com o Apóstolo Paulo e foi figura de referência na difusão do Evangelho pelo Mediterrâneo.

 

Papa falou, também, da experiência sinodal que a Igreja Católica vive, desde outubro, uma dimensão que faz parte da história das comunidades ortodoxas: A sinodalidade. Espero com todo o coração que aumentem as possibilidades de nos encontrarmos, de nos conhecermos melhor, de derrubarmos tantos preconceitos, colocando-nos docilmente à escuta das respetivas experiências de fé.

 

Santo Sínodo é a autoridade máxima da Igreja Ortodoxa Autocéfala de Chipre e é presidido pelo Arcebispo  Crisóstomo II, que reside em Nicosia.



0 comentários:

Postar um comentário