Só Jesus salva...

O meu mundo é muito pequeno, Senhor...
O Deus de Israel está sempre do lado dos fracos e vencidos, enquanto todos os outros deuses das culturas do Mediterrâneo ficavam do lado dos vencedores. Javé, pelo contrário, é o Deus dos escravos, perseguidos e injustiçados!

Com o passar do tempo, o povo judeu, pobre e analfabeto, ficou oprimido também pelos sacerdotes do Templo de Jerusalém, impondo-lhes mais de 613 mandatos e preceitos que eles não cumpriam nem conheciam. Além de pobres, aquelas pessoas sentiam-se pecadores e condenadas em nome de Deus...
 
Jesus veio para mudar esta situação e trazer vida nova e ânimo redobrado aos excluídos e marginalizados. Jesus disse que todos os mandamentos se reduziam a dois: amar a Deus e ao próximo. Os outros preceitos de pouco serviam se não levassem ao amor do próximo, sobretudo daqueles mais necessitados. Esta pregação nova e diferente trouxe a ira dos poderosos e da elite ‘religiosa’ do Templo que ganhavam com a ignorância e submissão do pobre povo judeu.

Jesus, além de revelar e concretizar esta opção preferencial e diferente de Deus, manifestava também a misericórdia. Deus está do lado dos pobres e dos pecadores. Ele é a salvação daqueles que sempre se sentiram condenados e excluídos! O Deus dos cristãos é bom, Pai, santo e amor, por isso a Igreja como sacramento de salvação deve concretizar essa opção de Jesus.

Ninguém se ‘auto-salva’, pois só Jesus é a nossa salvação!

Uma pergunta: Sua fé o aproxima mais de Deus e dos outros?

0 comentários:

Postar um comentário