Ecumenismo: Veterocatólicos se encontram pela primeira vez com o Papa...

O Papa Francisco recebeu a inédita visita, 30/OUT. de uma delegação de bispos veterocatólicos da União de Utrecht (1889) e defendeu a necessidade de uma ação conjunta face a uma Europa “confusa”. 
A conferência internacional dos bispos veterocatólicos da União de Utrecht reúne membros de uma Igreja que se separou de Roma após o Concílio Vaticano I (1870), no qual se definiu o dogma da infalibilidade pontifícia.
Francisco elogiou o trabalho da Comissão internacional de diálogo tendo em vista o “entendimento recíproco e a colaboração prática”, mas admitiu a “crescente distância sobre temas relativos ao ministério e ao discernimento ético” entre as duas Igrejas.
Nesse sentido, convidou católicos e veterocatólicos a “perseverar num diálogo teológico substancial” e “continuar a caminhar, a rezar e a trabalhar juntos num espírito mais profundo de conversão”.
Na nossa separação houve, de ambas as partes, graves pecados e faltas humanas”, reconheceu o Papa, o que deve reforçar o “desejo de reconciliação e paz”.
Só assim, concluiu, será possível levar por diante uma “viagem espiritual” que leve “do encontro à amizade, da amizade à fraternidade, da fraternidade à comunhão”...

É a primeira vez que este grupo se encontra com o Papa no Vaticano. Vestem-se de modo parecido, mas são muito diferentes! 

0 comentários:

Postar um comentário