Introdução ao AT: Etapas da Salvação...


Para chegar à plenitude da fé do NT é preciso percorrer as diversas etapas do AT. Primeiro, precisamos querer entrar nesse caminho... Muitos não o fazem. Segundo, permanecer e perseverar nessa caminhada... Bastantes desistem. Como chegar à fé em Jesus sem passar pelas diversas etapas da história de salvação? Terceiro, aprender as lições de Deus nesse percorrido. Nem todos o fazemos. Gênese 12 narra o início dessa odisseia.

Deus preparou um mundo maravilhoso para as pessoas o habitarem. Essa é a mensagem da narração da Criação. Mas, não é fácil a fraternidade humana (Caim X Abel) nem a valorização do Criado (Dilúvio!). Facilmente desordenamos tudo!
  
Ninguém nasce filho de Abraão, mas se chega a isso pela fé. Ainda há filhos de Abraão que não entraram no NT e cristãos que desconhecem as etapas do AT. Estamos a caminho da plenitude da fé, a do NT.

Há uma pré-história humana desconhecida (estudada pela arqueologia e paleontologia) que nos leva a 1.500.000 anos atrás. Aos poucos, os humanos foram conhecendo o fogo, a talhar pedra e fazer objetos de cerâmica... Apenas 10.000 anos atrás é que o homem começou a cultivar os campos e criar rebanhos. Nesse contexto os Patriarcas e Matriarcas de Israel (1850-1600 aC) (Gn 12-50) começaram a trilhar o caminho da fé e se definem como ‘peregrinos sobre a terra por causa do seu Deus. Taré e Entelai, pais de Abrão, Naor, Harã e Batuel são os primeiros dessa corrente de fé que chega ainda até os nossos dias.

Os patriarcas são seminômades e vivem em tendas à procura de pastagens para os seus rebanhos. Abrão escuta a palavra de Deus em Harã (Gn 12) e se faz peregrino por amor do seu Deus; migra para o país de Canaã, passa por Siquém e chega ao Hebron, onde o Senhor muda o nome dele: Você vai ser Abra’h’ão! (‘h’: partícula teofânica). Abrahão amigo de Deus! (Is 41,8).
           
Em Beer-Sheva, bem no sul e à beira do deserto, nasce o filho da promessa: Isaac.
Ismael é o filho da carne!

Filho, terra, bênção... Mas a primeira ‘terra’ possuída é comprada por Abraão para enterrar sua esposa Sara, na gruta de Macpela, no Hebron; também ali serão enterrados: Abraão, Isaac e Rebeca, Jacó e Lia. A amada de Jacó, Raquel, morre dando à luz e é enterrada à beira do caminho, perto de Belém... Também quem acredita tem seus problemas! Não é fácil aceitar Deus como Ele é e não como cada um quer que Ele seja.

Isaac aprendeu de seu pai o valor da ‘Palavra interior(Deus pode falar pelos nossos pensamentos melhores!). Casado com Rebeca tiveram gêmeos, mas só Jacó seguiu a dinâmica da ‘Palavra interior’ de Deus.

O ensinamento de Jacó é muito rico. Miserando atque eligendo (Papa Francisco), com misericórdia Deus o escolheu, apesar dos seus limites. Em Betel, fugindo do irmão, sonha com uma a escada que une o céu e a terra. É o primeiro anuncio da encarnação: Deus se fará presente num ‘lugar’: Jesus. E no vau do Jaboc, numa noite de pesadelos, luta com Deus e perdeu. Agora será Israel! (Deus venceu!)

José é o filho predileto de Jacó e seus irmãos não suportam esta eleição e o vendem como escravo, por 20 moedas de prata. No Egito, aonde é levado, chega a ser o Primeiro ministro do Faraó.

O povo de Deus ficará no Egito por 400 anos!

0 comentários:

Postar um comentário