2° Dia do Tríduo: Experiência transformadora da fé...

Abertura
V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora.
V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
R. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Canto Inicial: “Uma só será a mesa – CF 2002”
Ô, ô, ô, ô! Ô, ô, ô, ô! Ô, ô, ô, ô, ô!
1. Quando os pés o chão tocarem, Para a dança começar; Quando as mãos se entrelaçarem, Vida nova há de brotar.
Uma só será a mesa, Terra-mãe será o altar.
O sustento, a natureza, Em milagres, vai nos dar!
2. Toma, ó Pai, o amor perfeito, pelo rio, a mata, a flor...
Que o índio traz no peito: É louvor ao Criador!
3. Eis aqui, Senhor, as dores, deste Cristo-Povo-Irmão.
Sejam hinos seus clamores, na defesa de seu chão.
4. Nova Terra nós sonhamos, onde todos têm lugar.
Os direitos nós buscamos: Vida, pão, respeito, lar...
5. Povos todos, terra inteira, te pertencem, ó Senhor!
Que os males e as fronteiras, deem lugar ao Pleno Amor
Recordação da Vida
Neste segundo dia do Tríduo, nos reunimos para rezar juntos ao Pai, pedindo que Ele nos conceda a graça de novos companheiros, dispostos a gastar a vida pelo Reino. O Papa Francisco nos recorda que “o discípulo de Jesus tem o coração aberto ao seu horizonte sem fim, e a sua intimidade com o Senhor nunca é uma fuga da vida e do mundo, mas pelo contrário, reveste essencialmente a forma de comunhão missionária”. Neste sentido, confiantes na graça de Deus que não deixa a messe perecer, queremos rezar e trabalhar para que haja jovens entusiasmados com nosso carisma e missão, e que, tocados pela experiência transformadora da fé e do chamado, possam em tudo amar e servir.
Salmo 33 (34)
Ant: O pobre gritou, o Senhor ouviu e o salvou.
– Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *seu louvor estará sempre em minha boca.– Minha alma se gloria no Senhor; *que ouçam os humildes e se alegrem!
– Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *exaltemos todos juntos o seu nome!– Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, * e de todos os temores me livrou.
– Contemplai a sua face e alegrai-vos, *e vosso rosto não se cubra de vergonha!– Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *e o Senhor o libertou de toda angústia.
– O anjo do Senhor vem acampar *ao redor dos que o temem, e os salva.– Provai e vede quão suave é o Senhor! *Feliz o homem que tem nele o seu regio
– Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *porque nada faltaaos que o temem.– Os ricos empobrecem, passam fome, *mas aos que buscam o Senhor não falta nada.
– Meus filhos, vinde agora e escutai– me: *vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.– Qual o homem que não ama sua vida, *procurando ser feliz todos os dias?
Afasta a tua língua da maldade, *e teus bios, de palavras mentirosas.– Afasta-te do mal e faze o bem, *procura a paz e vai com ela em seu caminho.
– O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *e seu ouvido está atento ao seu chamado;– mas ele volta a sua face contra os maus, *para da terra apagar sua lembrança.
– Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *e de todas as angústias os liberta.– Do coração atribulado ele está perto *e conforta os de esrito abatido.
– Muitos males se abatem sobre os justos, *mas o Senhor de todos eles os liberta.– Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *e nenhum deles havede se quebrar.
– A macia do iquo leva à morte, *e quem odeia o justo é castigado.– Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *e castigado não sequem nele espera.
Ant: O pobre gritou, o Senhor ouviu e o salvou.
Canto de Aclamação
“Fazei ressoar, a Palavra de Deus em todo lugar.”
Palavra de Deus: Mt 14, 24-33
A barca, porém, já longe da terra, era batida pelas ondas, porque o vento era contrário. Entre as três e as seis da madrugada, Jesus foi até os discípulos, andando sobre o mar. Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, ficaram apavorados, e disseram: “É um fantasma!”. E gritaram de medo. Jesus, porém, logo lhes disse: “Coragem, sou eu! Não tenham medo...” Então Pedro lhe disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro, caminhando sobre a água...” Jesus respondeu: “Venha!” Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água em direção a Jesus. Mas ficou com medo quando sentiu o vento e, começando a afundar, gritou:
Senhor, salva-me.” Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: ‘Homem fraco na fé, por que duvidou?’ Então eles subiram na barca. E o vento parou. Os que estavam na barca se ajoelharam diante de Jesus, dizendo: ‘De fato, tu és o Filho de Deus.’
Iluminação da Palavra
“O problema da vocação sacerdotal é um problema cristão em todo o sentido da palavra, que interessa não só a alguns escolhidos, que poderiam estudar a sua vocação, mas que é um problema de todos os cristãos: problema dos pais que queiram dar educação cristã a seus filhos; problema dos jovens que necessitam um guia nos seus anos difíceis, para que os dirija nas suas crises de adolescência; problema dos pobres que precisam de um pai que se interesse pelas suas necessidades; problema dos que aspiram a formar um lar, que necessitarão de guias para as suas consciências, diretores espirituais; problema dos que não têm fé, problema que eles não percebem, mas por isso é ainda mais pavoroso, porque necessitam de alguém que, desinteressadamente, estenda-lhes a mão; problemas dos enfermos que buscarão em vão quem os alente a entrar serenos na eternidade, e quem console seus parentes e amigos.”
(Santo Alberto Hurtado, SJ)
Preces
R: Conserva-nos em teu amor, Senhor; ó Jesus, eis-me aqui.
- Para que diante das inevitáveis dificuldades de nossa vida religiosa, perseveremos generosamente, agradecidos e confiantes no caminho escolhido, e saibamos reconhecer os nossos limites enquanto Igreja. Oremos.
- Para que conservemos a alegria de nos sabermos chamados por Deus, e saibamos transmitir essa alegria aos jovens que têm o desejo de consagrar suas vidas, acompanhando com responsabilidade e seriedade o discernimento daqueles que se sentem movidos e interessados por nossa missão. Oremos.
- Para que assumamos com força as prioridades da Missão de Deus, a partir da missão da Companhia de Jesus na América Latina e também as grandes urgências do continente. Oremos.
R: Conserva-nos em teu amor, Senhor; ó Jesus, eis-me aqui.
(Preces espontâneas)
PEDIDO DE GRAÇA: Senhor, enviai santas vocações à Companhia de Jesus e dê perseverança na missão de amar e servir o Teu Reino a todos os companheiros de Jesus.
(Momento de Silêncio)
Pai-Nosso...
Oração do Dia (Vocacional – Pe. Nadal)
“Senhor Jesus, nós te pedimos que a muitos escolhas e chames, que a muitos chames e envies, conforme tua vontade, para trabalhar pela Igreja em tua Companhia.
Pouco ainda fazemos e tanto mais poderíamos fazer, se não fosse nossa fraqueza e nossa omissão. Por isso, Senhor Jesus, ficas sempre à frente na história de nossa vida e na vida daqueles que escolheste para teu serviço, para teu serviço, para que não deixe de realizar, por negligência nossa, a totalidade de teu projeto de amor. Amém.”
Benção Final
O Deus da vida nos abençoe e confirme a obra de nossas mãos, agora e sempre. Amém!
V. Louvado seja o nosso Senhor Jesus Cristo.
R. Para sempre seja louvado.
Canto Final: Oração de Santo Inácio de Loyola
Tomai, Senhor, e recebei toda a minha liberdade, a minha memória também; o meu entendimento e toda a minha vontade. Tudo o que tenho e possuo vós me destes com amor.
Todos os dons que me destes, com gratidão vos devolvo; disponde deles, Senhor, segundo a vossa vontade.

Dai-me somente o vosso amor, a vossa graça. Isso me basta, nada mais quero pedir.

0 comentários:

Postar um comentário