Querido Papa Francisco...

O livro 'Querido Papa Francisco' traz perguntas de crianças do mundo todo.

O papa Francisco adotou uma abordagem mais despojada em seu primeiro livro para crianças em que responde perguntas como "o que Deus fazia antes de o mundo ser criado?" Às vezes, as crianças fazer perguntas muito complicadas.

Essa dúvida lhe foi apresentada pelo menino canadense Ryan K., de 8 anos. Como outras do livro, ela foi escrita acima de um desenho simples – neste caso, o rascunho feito pela criança de um Deus barbudo de pé em um globo cercado de estrelas douradas.

A resposta do papa, escrita em poucas frases na página oposta, foi que Deus "criou o tempo", mas que acima de tudo "ele amou".

O livro, chamado "Querido Papa Francisco", foi ideia de Antonio Spadaro, padre jesuíta e editor da revista Civilta Cattolica. Spadaro levou ao papa 31 desenhos e perguntas de crianças de todo o mundo, e Francisco respondeu em linguagem simples.

A queniana Natasha, de 8 anos, pediu uma explicação da história bíblica que narra como Jesus caminhou sobre as águas ("porque Deus pode tudo").

Outras crianças queriam saber se parentes mortos podem zelar por elas do céu ("com certeza"), e por que o Papa usa aquele chapéu grande ("porque é um bispo"), e que milagre realizaria se tivesse só uma oportunidade ("curaria crianças doentes").

Basia, menina de 8 anos da Polônia, perguntou o que ele queria ser quando tinha sua idade. A resposta rápida: "açougueiro".

Mas nem todas as perguntas eram leves.

O sírio Mohamed, de 10 anos, indagou se o mundo algum dia voltará a ser belo. O papa lhe disse que seu sofrimento não irá durar para sempre. Mas a pergunta mais comovente foi a  de um menino australiano de 8 anos chamado Luca. "Querido Papa Francisco, minha mãe está no céu. Ela vai ganhar asas de anjo?"

Francisco disse que não, não irá ganhar asas de anjo, mas que "ela é a mãe que você conhece, mas mais linda do que nunca... sorridente e cheia de amor por você".

O livro, um projeto da editoria Loyola Press dos jesuítas nos Estados Unidos, reúne 30 cartas de crianças entre 6 e 13 anos. No total foram 259 cartas recebidas de 26 países diferentes, como Albânia, China, Nigéria e Filipinas. O Pe. Antonio Spadaro se reuniu com o Papa na Casa Santa Marta. “Estas perguntas são difíceis”, expressou o Santo Padre sorrindo.

No dia 1º de março o livro será publicado no resto do mundo.


Nosso Papa é incansável!

0 comentários:

Postar um comentário