Os divorciados em novas núpcias NÃO estão excomungados...



O Cardeal G.L. Müller, Prefeito da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé vem repetindo que os divorciados, que casaram de novo, estão excomungados.  Pelo menos é o que dizem que ele disse.  

É uma pena que um homem tão inteligente seja ao mesmo tempo tão taxativo e negativo. Até parece que gosta de ser assim.  
o     
Ele sabe que o direito canônico não contempla essa exclusão, então na sua agudeza faz a distinção entre a “excomunhão canônica” (que não seria o caso) e a “excomunhão sacramental”, que consistiria em negar a Eucaristia aos divorciados “que vivem numa nova união”. O importante, para este representante da Lei e não do Evangelho, é condenar e não salvar, excluir e não incluir.

Essa Igreja negativa e mandona, por desgraça, já conhecemos! A essência do farisaísmo é absolutizar o secundário deixando de lado o principal.

E ele é até contra o que o Papa Francisco diz, com o agrado de alguns poucos e o desprezo de muitos. Isso é muito feio!

Por favor, senhor cardeal, acelere o passo e não queira caminhar paralelo na Igreja. Lembremos o que o Papa disse na EG (40): A Eucaristia não deve ser uma prêmio para o perfeitos, mas um remédio generoso e um alimento para os fracos.

Faz tempo que eu tento viver o que um dia aprendi: Nas coisas essenciais, a unidade; nas diferentes, liberdade; e em todas o amor...  

Ainda bem que na Igreja há outras vozes e interpretações mais evangélicas!

E você o que pensa?

4 comentários:

  1. Estou com Papa Francisco.

    ResponderExcluir
  2. Estou com Papa Francisco.

    ResponderExcluir
  3. Estou com o papá Francisco. E Deus tenha misericórdia dos neofariseus.

    ResponderExcluir
  4. Penso que Deus é Misericórdia!

    ResponderExcluir