Guarda Suíça Pontifícia...


Guarda Suíça Pontifícia é o nome dos responsáveis pela segurança do Papa, desde 1506. Hoje também são as forças armadas da Cidade do Vaticano.
Atualmente a Guarda Suíça é composta por cinco oficiais, 26 sargentos e cabos e 78 soldados. É a única guarda do mundo em que a bandeira é alterada com cada novo chefe de Estado, pois contém o emblema pessoal do Papa.
Na admissão de novos guardas, estes prestam juramento diante do Papa e o fazem com a mão direita levantada e os três primeiros dedos abertos, recordando a Santíssima Trindade.
É o único grupo de soldados particulares que a lei suíça aceita. Do corpo da Guarda Suíça só podem fazer parte homens de constituição física robusta, com um mínimo de 1,74m de altura, católicos, com diploma profissional ou ensino médio concluído, com idade entre 18 e 30 anos, e não casados (só os cabos, sargentos e oficiais podem ser casados). Devem também ter feito já o treino militar no  exército suíço, não ter registo criminal e de reputação social ilibada. Dois anos, eventualmente renováveis até um máximo de 20, são o tempo de compromisso máximo de um membro da Guarda Suíça.
O uniforme da Guarda Suíça do Vaticano é um espetáculo à parte. Com sua malha de cetim nas cores azul-real, amarelo-ouro e vermelho-sangue, causando estranheza que um soldado esteja trajado com roupas tão coloridas. O design do traje é do famoso pintor e escultor Michelangelo (1475- 1564).
O seu lema é "Com coragem e fidelidade"
A tarefa principal da Guarda Suíça é a segurança do Papa.

Bandeira da atual Guarda Suíça...



0 comentários:

Postar um comentário