HORA DE LEVANTAR VÔO... (Cf. Pe. A. Palaoro SJ)

“Eles, imediatamente deixaram as redes e o seguiram” (Mt 4,20)

Mudanças são a essência e dão sabor à vida. A mudança traz energia, variedade, surpresa, cor e vida à vida. Descobrir, examinar, purificar e substituir os hábitos inertes, os esquemas mentais fechados, as condutas petrificadas, os projetos sem horizontes...

É saudável questionar-se, abrir-se e aventurar-se a ver as coisas de maneira diferente e a responder às circunstâncias com espontaneidade nova.

Deus não nos deu um espírito de timidez, de medo, de fuga, de acomodação, mas de audácia, de criatividade, de luta, de participação...

Toda mudança implica sair de nós mesmos, de nosso estreito mundo, e daquilo que protege e esteriliza. O seguidor de Jesus se coloca nos seus “passos”, e segue o sopro do Espírito.

O próprio Jesus vive um momento de mudança radical: rompe com sua família, com seu ambiente, afasta-se da estrutura religiosa centrada na Lei e no Templo e opta por deslocar-se para a margem social e religiosa de seu tempo (Galiléia e terra de Zabulon). Sua mudança desencadeia um processo de mudanças nas pessoas, de maneira especial no grupo dos primeiros seguidores.

Tudo começou às margens do mar da Galiléia... Jesus viu aqueles homens que estavam retornando da pesca e entra no espaço vital deles. Jesus os convida a segui-Lo e atraí-los para uma vida diferente.

O seguimento só se realiza quando alguém se deixa conduzir para águas profundas num novo mar. Alguns não tem coragem...

Jesus pronuncia sua Palavra mobilizadora: Segui-me e farei de vós pescadores de homens. E eles deixaram as redes e o seguiram...  O que eles deixaram não foram só redes, mas tudo aquilo que aprisiona, enreda e  impede  ter uma dimensão maior.

Ele chama pelo nome.

Vivemos tempos anônimos e paralisantes. As pessoas correm, se agitam, mas não saem do lugar onde se encontram. Não saem de si mesmos. E o convite é ir além de nós mesmos.

Avançar, optar, mudar... Desprender-se do antigo e dar lugar ao novo proposto pelo Senhor Jesus.

0 comentários:

Postar um comentário