Competindo com os Spinners...


De vez em quando surge um brinquedo ou uma brincadeira que logo vira febre entre crianças, adolescentes e até adultos. A bola da vez é o spinner (ou fidget spinner). Seu filho já te pediu um? Eu o vi, por primeira vez, na missa das 11h do domingo, em Itaici, quando as crianças ficam assentadas nos degraus do presbitério.
O brinquedo nada mais é do que uma geringonça de três pontas (ou mais) arredondadas de plástico. Parece que há diversos modelos coloridos, e mesmo com luzes. E o que fazem? Girar, girar e girar entre os dedos, conforme é pressionado.
Parece-me que o preço, no Brasil, gira em torno de R$ 250 até 200 Reais. Mas o brinquedinho está envolvido em algumas polêmicas: Ajuda? Distrai? Ensimesma? Hipnotiza? É pura competição para ver qual é o mais bonito e custoso?  
Algumas pessoas acreditam que este mero brinquedinho pode ter um fundo terapêutico contra o estresse e ajuda no tratamento do déficit de atenção. Parece que não é bem assim.
Algumas escolas já proibiram os alunos de levarem o ‘spinner’ para a sala de aula. Ninguém prestava atenção no professor...

Brincadeiras à parte, eu o vi na Igreja atraindo a atenção de todas as crianças que prestavam mais atenção ao 'spinner' do que padre...

E você o que opina?

Para ver a gerigonça rodar CLIQUE AQUI 


0 comentários:

Postar um comentário