O Papa também tem algo a dizer em Davos...


As inovações tecnológicas devem ser utilizadas “para a proteção da nossa casa comum”. Em especial, a inteligência artificial e a robótica devem estar a serviço da humanidade, e não ser uma ameaça “como algumas avaliações infelizmente preveem”. Este é o apelo lançado pelo Papa Francisco na carta enviada ao Fórum Econômico Mundial, que se realiza em Davos de 23 a 26/JAN.

A mensagem foi endereçada ao presidente-executivo do Fórum Econômico Mundial, que este ano acolhe um número recorde de líderes políticos.

O Papa pede “uma sociedade inclusiva, justa e que seja de apoio”.

Francisco cita os novos desafios e problemáticas para os governos: desemprego, novas formas de pobreza, aumento do abismo socioeconômico e as novas formas de escravidão”, muitas vezes relacionadas a conflitos e migrações.

Ele clama pela dignidade da pessoa humana e por políticas econômicas que favoreçam a família. Não podemos permanecer silenciosos diante do sofrimento de milhões de pessoas cuja dignidade está ferida.

O Papa também pede o fim de uma “cultura descartável”, e faz votos para que sejam superadas as divisões entre Estados e instituições e que colaborem entre si para ter uma política mais inclusiva num mundo sempre mais globalizado.  


Só espero que o senhor Trump não diga o contrário!

0 comentários:

Postar um comentário