Pe. Alonso Barzana SJ (1530-1597)...





Na sua viagem ao Chile e Perú, no início do ano, o Papa Francisco falando aos jesuítas lembrou do Pe. Alonso Barzana (Bar Shana, descendente de judeus?). Mas, quem foi esse grande e desconhecido missionário?
  
O Padre Alonso Barzana (*1530, Cuenca/Espanha); entrou na Companhia de Jesus aos 25 anos, e foi um dos primeiros jesuítas a chegar ao Peru, 1569. Nessa cumprida viagem missionária começou a estudar a língua indígena quéchua, que acabará por dominar perfeitamente.

Em 1572 encontramos o Pe. Barzana em Cuzco, onde tentou catequizar sem sucesso o chefe inca Tupac Amarú. No ano seguinte, o encontramos em La Paz, na fundação do colégio. Em 1574 se encontra em Arequipa e Potosí pregando em quéchua, e um ano depois está na região do lago Titicaca, pregando em aymara. Este homem era incansável!

Como se tudo isto fosse pouco, pensava ir como missionário na China.

Em 1594, escreve desde Asunción, Paraguai, onde diz que embora tenha estudado o guarani, não o fala com perfeição…

O Pe. Barzana se destacou pelo seu espírito apostólico e pela extraordinária capacidade de se comunicar nos idiomas indígenas (quéchua, aymara, puquina, chiriguano (variante do guarani), tonocoté e kakán, além do espanhol sua língua materna).

Morreu esgotado em Cuzco, no dia 31/DEZ/1597.


Está em processo de beatificação.


0 comentários:

Postar um comentário