Dar o melhor de si... Perspectiva cristã do esporte e da pessoa humana.


Dar o melhor de si... é o título do documento que o Dicasterio para os leigos e a família acaba de apresentar. O esportenão deve ser um espaço sem direitos...novo documento foi apresentado, no dia 01/JUN, pelo Cardeal Farrell.

O documento chega num bom momento, a abertura do Mundial de futebol, por isso compara o esporte comum moderno pátio de gentios criando a cultura do encontro e da paz.Ao mesmo tempo condena acorrupção, a dopagem e a degradação do corpo utilizado como uma simples máquina...

O documento é precedido por uma carta do Papa, onde expressa sua alegria por esta nova publicação, ressaltando o esporte como instrumento de encontro, formação e santificação.Encontro, pois pessoas de todos os níveis sociais se unem para obter um resultado comum.As pessoas se encontram sem distinção de raça, sexo, religião ou ideologia, e os objetivos são alcançados em equipe!

A disciplina esportiva envolve, não apenas os companheiros de uma equipe, mas também os dirigentes, treinadores, torcedores, a família e todos os que se esforçam e se dedicam “dando o melhor de si”. Isto faz com que o esporte seja um catalisador de experiências comunitárias e familiares e um lugar de união e encontro entre pessoas.

As novas gerações se inspiram nos atletas e desportistas, que, por sua vez, devem dar exemplo de virtudes, como a generosidade, humildade, sacrifício, constância e alegria, e devem ainda contribuir para o espírito de uma saudável competição e solidariedade reine entre todos.

Dar o melhor de si” no esporte e na vida é um bom caminho para a santidade.

 Para ver a apresentação do documento (em italiano)     CLIQUE AQUI

0 comentários:

Postar um comentário