800 anos do encontro fraterno de Francisco de Assis e o sultão Al-Kamil Al-Malek...


Dia 25/FEV. Visita do Enviado especial do Papa, cardeal Leonardo Sandri, ao Egito. A viagem, que prosseguirá até o próximao 4/MAR. Numa primeira parte, delegado visitará as eparquias do Alto Egito, e na segunda parte, participará das celebrações no Cairo pelos 800 anos do Encontro de São Francisco com o sultão Al-Kamil Al-Malek.

Dia 25/FEV: O cardeal Sandri visitou a igreja de New Minia e a Escola do Bom Pastor. A seguir, almoço com o clero, e celebração da Divina Liturgia. Por fim,  visita à igreja de Sahine.

Dia 26/FEV: Breve visita à catedral de Assiut, e às repartições da Eparquia. Logo depois,  encontro com o clero e os religiosos em Deir Dronka, almoço fraterno, com a participação também de autoridades civis locais. Na parte da tarde, bênção da pedra fundamental da igreja de Medinet Nasser, a transferência ao Santuário mariano. Partida para Tahta, no território da eparquia de Sohag, para a Divina Liturgia e o jantar com o clero local.

Dia 27/FEV. Após a visita às repartições diocesanas em Sohag, encontro e o discurso ao clero, seguido da partida para Luxor, onde na parte da tarde o cardeal presidirá à colocação da pedra fundamental da nova catedral da eparquia. A catedral precedente foi destruída por um incêndio em 2016.

Dia 28/FEV: visita à igreja de Hagaza, visita ao que resta da catedral incendiada, almoço com o clero local e, a seguir, partida de avião para o Cairo.

Na segunda parte da visita, como Enviado especial do Papa, o cardeal Sandri participará das celebrações pelos 800 anos do encontro de São Francisco com o sultão Al-Kamil Al-Malek. Estarão presentes: o ministro geral da Ordem dos Frades Menores, o custódio da Terra Santa e o ministro da Província da Sagrada Família no Egito.

No dia 1º/MAR: em Damieta, a visita do prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais à Casa das Irmãs do Coração Imaculado de Maria, com a inauguração da Capela e a bênção de dois ícones (Sagrada Família e São Francisco que encontra o sultão).

Na parte da tarde, na presença do governador de Damieta, o purpurado se fará peregrino nos lugares de São Francisco e se terá a celebração comemorativa do encontro histórico. 

Dia 2/MAR: visita ao mosteiro de São Bishoy e encontro com o patriarca da Igreja copta-ortodoxa, Tawadros.

No domingo, 3/MAR, na igreja de São José no Cairo, Pontifical solene em rito latino na comemoração do encontro de São Francisco e o sultão. 

No dia 4/MAR, antes do retorno para Roma, encontro com o patriarca copta-católico, Ibrahim Sedrak, os bispos católicos de todos os ritos no Egito, e o patriarca emérito cardeal Antonios Naguib. 

O encontro de Francisco com o Sultão foi tão significativo que 800 anos depois segue dando frutos.


0 comentários:

Postar um comentário