Pastoral da Diversidade de Nova Iguaçu (RJ) completa um ano...


Em novembro de 2017, realizou-se o primeiro encontro desta Pastoral destinada a pessoas LGBT. Dias antes, nosso bispo Dom Luciano Bergamin escreveu nas redes sociais:
Caros amigos (as), a Diocese de Nova Iguaçu, depois de muita oração e reflexão, está iniciando a "Pastoral da Diversidade", destinada a pessoas LGBT. Ela se inspira no apelo do Papa Francisco que pede à Igreja de ir ao encontro dos que vivem nas mais variadas periferias existenciais.O fundamento desta ação pastoral se alicerça nas palavras e gestos de Nosso Senhor Jesus Cristo que, em seu amor sem fronteiras, se ofereceu na Cruz pela salvação de todos, sem excluir pessoa alguma. 
Não se trata de repudiar a doutrina moral da Igreja. Pelo contrário, de torná-la concreta, pois aos destinatários da Pastoral da Diversidade se assegura um respeitoso acompanhamento espiritual, a fim de que possam dispor dos auxílios necessários para compreender e realizar inteiramente a vontade de Deus em suas vidas (cfr. o Documento do Papa 'A alegria do amor' nos números 312 e 250). [...] peço para esta iniciativa a compreensão e as orações de todos".
Um ano se passou. Nas reuniões, muitos LGBT relataram suas histórias dramáticas de vida: preconceito, rejeição, conflito com familiares, ameaça, violência, ansiedade, somatização de conflitos e auto-condenação. Mas estas histórias são também de superação, auto aceitação, confiança em Deus, resgate da autoestima, aceitação dos familiares, amizades positivas, reconstrução da vida espiritual e dos vínculos eclesiais, enfim, de vidas transformadas. Muitas vezes estas pessoas não têm um ambiente para falar de sua condição ou identidade, seja em casa, na escola, no ambiente de trabalho ou na Igreja. 
Esta Pastoral com pessoas acolhedoras, incluindo dom Luciano que tem participado das reuniões, ajuda a fazer uma grande diferença na vida das pessoas. Alguns pais também têm participado e crescem humanamente. Ao final das reuniões, juntos na eucaristia, experimentamos a força de Jesus para vencer as dificuldades. Ninguém está proibido de mudar para melhor, nem as pessoas, nem as instituições.
Na missa comemorativa de um ano, houve um momento muito emocionante, quando na ação de graças todos cantavam a plenos pulmões a música Como Zaqueu: “Entra na minha casa, entra na minha vida. Mexe com minha estrutura, sara todas as feridas. Me ensina a ter santidade. Quero amar somente a Ti. Porque o Senhor é meu bem maior. Faz um milagre em mim”.
Queremos agradecer a Deus por esta linda e libertadora caminhada, e a todos os que contribuíram para que isto acontecesse. De modo muito especial, ao nosso querido pastor e Bispo dom Luciano. O rosto amoroso de Deus resplandece em nossas vidas, experimentando o jugo leve e o fardo suave oferecidos por Jesus.
Equipe da Pastoral da Diversidade
pastoraldiversidade@gmail.com


0 comentários:

Postar um comentário