A alma conturbada de Van Gogh...


Vincent van Gogh foi um pintor holandês (1853-1890) considerado como uma das figuras mais famosas e influentes da história da arte ocidental. Ele criou mais de dois mil trabalhos em pouco mais de uma década, incluindo por volta de 860 pinturas a óleo, a maioria dos quais durante seus dois últimos anos de vida, na França.

Este homem viveu apenas 37 anos, lutando com um temperamento difícil e seus transtornos psiquiátricos sérios (parece que se suicidou), e sua arte retrata a alma conturbada que o habitava e também o destroçava. Todos nos revelamos naquilo que fazemos ou falamos! 

No mundo há alguns depósitos livres de impostos, zonas francas que guardam sigilosamente museus secretos de arte, onde pessoas muito ricas e sem escrúpulos escondem suas obras de arte para não pagar impostos devidos ou para buscar tempos melhores para mercantilizá-las. 

O quadro Coletores de oliveiras de van Gogh pode ser uma dessas maravilhas sumidas e escondidas, pois faz mais de 50 anos que não se sabe nada do paradeiro desta obra de arte, pois a última vez vista foi em Lausanne, na Suíça.

Contemple o quadro: as formas retorcidas saindo do mais profundo da terra e focadas num céu quase inexistente... Cores matizadas, quase controladas, presas... Traços toscos gritantes, gementes  e no meio dessa quase tempestade de formas e cores três mulheres tranquilas se entendem e trabalham. Uma trindade efêmera, humana e limitada.

E você o que diz depois de contemplar essa expressão gritante de Van Gogh?


0 comentários:

Postar um comentário