07/FEV: São Sepé Tiarajú (1723-1756)...



Esta terra tem dono! 
Foi o gritou do indígena Sepé Tiaraju ante o avanço dos espanhóis nas terras das Missões. Valorizando o reconhecimento público deste guaraní, a Diocese de Bagé abrirá o inquérito diocesano para a causa da sua beatificação.
No dia 25/JUN, já estará formada a comissão para dar prosseguimento ao processo e comprovação da santidade de Sepé. No dia 7/FEV, celebram-se os 264 anos do martírio de Sepé, e para isso foram programados alguns eventos: Entrevistas, palestras, visita à Coxilha de Caiboaté, onde ocorreu o massacre do dia 10/FEV/1756, quando 1,5 mil guaranis foram mortos
Sepé Tiaraju é reconhecido como santo e herói guarani missioneiro, herói da pátria brasileira por defender a dignidade dos indígenas. Chefe indígena dos Sete Povos das Missões, liderou uma rebelião contra o Tratado de Madri
A região dos Sete Povos das Missões ocupava uma enorme área que abrangia parte do sul do Brasil e do norte da Argentina. Os episódios de resistência liderados por Sepé Tiaraju desencadearam outros movimentos de luta indígena, após a sua morte. 
A história de Sepé Tiaraju tornou-se tema literário, e sua luta contou com o apoio de alguns missionários jesuítas, que estavam na região para catequizar os índios. O filme A Missão relata bem esta tragédia.
A figura de Sepé Tiaraju permanece na história do povo rio-grandense como um ícone, e que faz parte da formação da identidade e do território do Rio Grande do Sul.


0 comentários:

Postar um comentário