Ciboria, mãe de Judas Iscariotes...


O que sabemos de Judas Iscariotes? Muito pouco. Nascido em Kerioth (daí o seu apelido Iscariotes), região da Judeia, abandonado pela família, se fez fratricida na família que o adotara. Ele foi um dos 12 apóstolos, escolhido por Jesus e que o traiu por 30 moedas de prata, preço de um escravo. Arrependido por seu gesto de deicídio, enforcou-se.

Mas, o que sabemos da sua família?

A tradição diz que seu pai se chamava Simão e sua mãe Ciboria. Foi um dos primeiros escolhidos por Cristo, por ter mais conhecimentos nas letras e nos números. Logo se tornou o tesoureiro dos Apóstolos, para cuidar do dinheiro comum.

A escritora Maria Valtorta (1897-1961), mística italiana, no seu livro O Evangelho que me foi revelado, tem páginas de grande sensibilidade nas quais Jesus fala com a mãe de Judas Iscariotes, poucos meses antes de sofrer a Paixão, para poupá-la do sofrimento da traição e do suicídio do seu filho. As medidas tomadas por Jesus a respeito dessa mulher são de um amor indescritível. Nunca imaginei que Jesus pudesse ter em conta o sofrimento dessa sua discípula, pois quis afastá-la do grande escândalo que se aproximava na pequena comunidade de Jerusalém.

Judas entrega o seu Senhor por 30 moedas e um beijo de traição.

O que Jesus fez? O Senhor, com carinho indizível, proibiu a Ciboria de ficar em Jerusalém na Páscoa daquele ano. Pediu-lhe encarecidamente que passara a Páscoa numa localidade distante e escondida, e com uma determinada família. Assim, as más noticias demorariam muito mais a chegar! E, também pediu à sua mãe Maria que tomara sob seus cuidados especiais, a Ciboria, mãe de Judas, para acompanhá-la e consolá-la.

Ciboria, mãe de Judas, discípula amada de Jesus... É uma bela lenda para sermos mais misericordiosos com todos...

0 comentários:

Postar um comentário