6. 1ª Lição de Deus: Pensamentos, sentimentos e moções...


Usamos máscaras quando não queremos revelar nosso interior: O que pensamos ou o que sentimos...  

Poderíamos resumir os três níveis de experiência interior no seguinte quadro: 

Primeiro nível: diversidade de pensamentos e propostas (negativos/mundo X positivos/Jerusalém) 

Segundo nível: diversidade de sentimentos (desolação/negativo consolação/positivo)  

Terceiro nível: diversidade de espíritos (mal espíritoBom Espírito) 

Por 1ª lição entender a experiência espiritual articulada de Inácio. Evidentemente Deus estava presente na vida de Inácio desde sua concepção, como está na vida de cada ser humano, mas Inácio não captava esta presença e não compreendia como Ele agia, como falava e se manifestava: Não entendia a linguagem de Deus; era um analfabeto espiritual.

Por ocasião de sua conversão, Inácio descobre uma chave de leitura que lhe possibilita uma primeira compreensão da linguagem de Deus e é isto que chamamos de experiência espiritual articulada: conseguiu articular a diversidade de pensamentos, com a diversidade de sentimentos e finalmente com a diversidade dos espíritos que o moviam. A isto ele chama de primeira lição.

De posse deste instrumento de leitura da própria experiência, Inácio acelera o passo acolhendo as moções do bom Espírito e rejeitando as do mau espírito. Em seguida, chama de lição a toda experiência mais significativa dos espíritos. "São duas as lições que o Senhor nos dá, ou melhor uma que ele dá (a consolação); a outra ele permite (a desolação) (Carta a Tereza Rajadell).

Aprendemos muito sobre Deus e sobre nós mesmos tanto na consolação como na desolação.


0 comentários:

Postar um comentário