A REPAM apresenta oficialmente sua nova presidência... (cf. Pe. L. Modino)


A Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) apresentou oficialmente, 9/NOV/2020 sua nova presidência, constituída pelo cardeal Pedro Barreto, como presidente, Dom Rafael Cob, vice-presidente, e o Ir. João Gutemberg Coelho Sampaio como secretário executivo.


O cardeal Cláudio Hummes, até agora presidente da rede, definiu o momento como “um dia muito importante para a REPAM e para todo o processo sinodal que estamos levando em frente”. Conduzidos por Deus, começou seu trabalho na Igreja da Amazônia quando voltou de Roma, onde era prefeito da Congregação para o Clero. Agora ele continua esse serviço à Igreja da Amazônia na presidência da Conferência Eclesial da Amazônia – CEAMA, “onde participam em pé de igualdade religiosos, religiosas, indígenas, leigos, leigas... é um novo tipo de conferência”.


O novo presidente da REPAM, Cardeal Barreto, diz que "estamos na continuidade de um kairos sinodal e amazônico, que procura escutar, discernir e colocar em prática a vontade de Deus, e este é um processo que eu vivo com muita gratidão a Deus". 


Criação da REPAM em 2014, a Laudato Si em 2015, a convocação do Sínodo em 2017, a visita do Papa a Puerto Maldonado em 2018, que ele considera um pré-sínodo e o Sínodo em 2019. Em 2020, a encíclica Querida Amazônia, e em 29/JUN, a criação da CEAMA. Em pouco tempo, uma grande caminhada!


"Agora temos que caminhar juntos, complementar-nos, buscar estes novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral". Neste sentido, a REPAM é chamada a "fixar nossa missão no território, a serviço da Igreja e da CEAMA".


Dom Rafael Cob: "para que possamos continuar a ser uma Igreja em saída, uma Igreja samaritana, uma Igreja profética, para que a REPAM continue a ser aquele instrumento que demonstrou, sobretudo no Sínodo Amazônico".


Parabéns por este percurso realizado...



0 comentários:

Postar um comentário