45.000 anos de arte figurativa...




A arte rupestre sempre me emociona, pois revela a sensibilidade que alguém teve de fixar o que via, num desenho feito a mão e quase sem recursos. Em quanto a maioria daqueles humanos só pensavam em sobreviver, alguém mostrou sua veia artística interior pintando, sem se importar com as possíveis gozações dos seus companheiros presentes. Alguém do grupo teve a coragem de se destacar, e colocar para fora o que interiormente sentia. E começou a desenhar...

É isso o que revela a caverna de Leang Tedongnge, numa ilha da Indonésia. O javali é a obra de arte mais antiga do mundo, pelo menos até agora. Um javali adulto, de 136 centímetros de comprimento por 54 de altura, e  tem mais de 45.500 anos...

Essa figura rupestre do javali, pintado com pigmentos minerais de cor vermelha, proporciona a prova mais antiga de humanos, racionais na ilha de Celebes.


Outro  aspecto positivo desta pintura é que não foi desenhado apenas o contorno do animal, como na maioria das figuras antigas descobertas, mas há também linhas interiores, coloridas e com preenchimento, transmitindo a ideia de que o animal desenhado tinha massa, volume, e não era apenas uma representação plana. E isso 45.000 anos atrás, quando a maioria das pessoas apenas sobreviviam, recolhendo frutas ou caçando. 


E você o que sente?




0 comentários:

Postar um comentário