6 - Reunião: Experiência de Comunidade

Objetivo: Compreender o significado de Igreja, Povo de Deus, à qual pertencemos e de cuja missão compartilhamos. 
Oração Inicial: Se eu quiser falar com Deus (Gilberto Gil)
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
  Dos desejos, dos receios
  Tenho que esquecer a data
  Tenho que perder a conta
  Tenho que ter mãos vazias
  Ter a alma e o corpo nus
  Se eu quiser falar com Deus
  Tenho que aceitar a dor
  Tenho que comer o pão
  Que o diabo amassou
  Tenho que virar um cão
  Tenho que lamber o chão
  Dos palácios, dos castelos
  Suntuosos do meu sonho
  Tenho que me ver tristonho
  Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar
Se eu quiser falar com Deus

Abrir a reunião com um canto e oração: O Senhor está presente entre nós; peçamos luz iluminar a nossa mente e amor para o nosso coração. Agradecer. 

Graça a pedir: Que saiba escutar, compreender e acolher a vontade de Deus para minha vida

Evangelho: Mt 6, 6-8 (quando orares entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo...)

Partilhar como essa escritura se aplica na sua vida.

Tema e conteúdo da reunião: Experimentando o Silêncio por Patrick O”Sullivan, sj.
Cada reunião CVX trabalha uma atitude cristã e isso trará frutos se for praticada diariamente. Começamos pela mais simples e pré-condição para o resto: O silêncio.   

O silêncio é instintivamente sentido como ausência de barulho externo. Assim, as pessoas fogem da vida urbana barulhenta, para lugares mais tranqüilos: serra, fazenda, etc. Pode haver ausência de barulhos externos, mas nem sempre se tem paz interior. Outras vezes, somos invadidos pelo tumulto da nossa imaginação. Entendemos, pois, como verdadeiro silêncio, a ausência não só do barulho externo como também do interno.

O silêncio pode ser experimentado como o início de uma maior consciência de si, com o desaparecimento de toda ansiedade e ordenação da imaginação. A natureza ou uma bela música podem ajudar para experimentar um súbito estado de integração e comunhão consigo, com os outros e com Deus.

O silêncio permite perceber a insinuação, vaga, mas cheia de vida e esperança, de uma presença totalmente envolvente que nos abre para o totalmente Outro. Algumas vezes é um encontro silencioso que deixa um lastro inexplicável de alegria e paz. Outras vezes pode ser uma iluminação da mente que traz a compreensão de muitas coisas...

Acolher, perdoar, crer, amar... tudo isso faz parte desse mundo do silêncio e de Deus. Deus é sempre mais!

Tome 10 a 15 minutos cada dia para ficar em silêncio. Preveja o tempo e o lugar. Encontre uma boa posição corporal. Comece ficando consciente de sua respiração, deixando perceber o fluxo e refluxo do ar... Cada dia permita-se ter um momento para descobrir diante de Deus o essencial da sua vida.

Baseado neste artigo, que experiências teve da presença de Deus? Como Ele o tocou?...

Avaliação: O que aprendi neste encontro e levo para casa?

Oração Final: Pai Nosso

0 comentários:

Postar um comentário