9 – Reunião: Senhor ensina-nos a rezar!

Objetivo: Aprofundar e experimentar a oração.
Oração Inicial: Rogamos ao Senhor, pela compaixão de Deus, que nos apresente em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. E não sejamos conformados com este mundo, mas transformados pela renovação do vosso entendimento, para que possamos experimentar qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.                                     
Graça a pedir: Luz e graça para abrir nossos corações para Ele e também para os irmãos.
Pedir a graça não é somente o que fazemos no início, mas continuamos a orar pela graça durante todo o exercício: a oração é graça de Deus e não mérito nosso. À medida que eu rezo por uma graça sugerida na oração comunitária, descubro que a graça generalizada torna-se mais particular de acordo com as minhas necessidades.
Evangelho: Ler com fé Mt 6, 5-6 (... Quando orares, entra no teu quarto e, fecha a porta...”)
ü  Como o evangelho se aplica na sua vida?

Tema: Senhor, ensina-nos a rezar 
Aprender a rezar leva tempo. Mas, o que significa rezar? O que existe de tão grande e tão assustador que me faz ter medo? Afastei-me tanto da oração que penso que ela é apenas uma atividade humana? Pensando desse jeito, comete-se o erro do galo que achava que acordava o sol quando cantava. É Deus quem reza em nós!

Rezar é se colcoar sob a influência do Espírito Santo; se recolher de tal forma que brote o que está no nosso íntimo, no mais profundo e me tornar dócil àquele que habita e reza em mim.

Rezar é se submeter a Deus. Só existe uma oração que Deus ouve com prazer: o incessante murmúrio de amor, desejo, reverência, admiração, respeito, agradecimento que surge do coração do filho em direção ao Pai. Orar é, pois, entrar nesse amor do Filho pelo Pai no Espírito Santo.

Orar é colocar-se à disposição de Deus para que possa fazer em nós o que sempre quis fazer. Vamos tentar orar desta maneira e nos entregar a Deus.

Amparados na oração, lentamente Deus surge, age, aparece e fala. Deus se torna Deus diante de nossos próprios olhos. Todos os nós são desatados. A oração move montanhas.

Quando aceito Deus como Deus, tudo se modifica e cada um encontra o seu lugar.

Diário Espiritual. É uma maneira de registrar as experiências espirituais de nosso dia. Experiências espirituais que ocorrem na oração formal ou fora dela e em qualquer situação.
Podemos usar o Exame de Consciência da noite, para escrever nossas descobertas.

Você pode ser consciente do que Deus fez em você e por meio de você nesse dia e registrar essas experiências. Às vezes, você experimentar paz e alegria, isto é a consolação; outras vezes, o desânimo e o egoísmo: a desolação. Experiências deste tipo fazem parte do seu diário espiritual
À medida que cresce a consciência de sua vida interior, você encontrará mais e mais experiências para escrever. Será necessário escolher as mais significantes e registrá-las brevemente.

Avaliação: Como se sentiu na reunião de hoje? O que gostaria de partilhar com os outros?
Para orar na semana: Isaías 55, 1-13; Mt 6, 5-6; Sl 138; 1Re 19, 1-14; Lc 5, 12-16.   
Oração final: Eu sei que Tu me sondas
Senhor, eu sei que Tu me sondas
Sei também que me conheces
Se me assento ou me levanto,
Conheces meus pensamentos.

Quer deitado, ou quer andando,
Sabes todos os meus passos.
E antes que haja em mim palavras,
Sei que em tudo me conheces...

Senhor, eu sei que Tu me sondas!(4x)

Deus, Tu me cercaste em volta,
Tuas mãos em mim repousam,
Tal ciência é grandiosa,
Não alcanço de tão alta!

Se eu subo até o céu
Sei que ali também te encontro.
Se no abismo está minha alma,
Sei que ali também me amas!

Senhor, eu sei que Tu me sondas! (4x)

0 comentários:

Postar um comentário