Recreio...

Hoje, anos atrás, nascia o poeta, romancista, músico e dramaturgo R. Tagore (1861-1941), primeiro não-europeu a conquistar, em 1913, o Nobel de Literatura e talvez o único literato que escreveu os hinos de dois países: Bangladesh e Índia. Delicie-se...

Quando era Você quem me divertia,
jamais indaguei quem era.
Desconhecia timidez ou medo;
minha vida era entusiasmada.

De manhã cedo, Você me despertava
como um companheiro,
guiando-me a correr
pelas clareiras da floresta.

Naqueles dias, nunca procurei saber
o sentido das canções que Você me cantava:
minha voz entoava as melodias,
meu coração dançava cadenciado.

Agora que o recreio acabou,
que súbita visão é esta que aparece?
Com olhos deitados aos Seus pés,
o mundo se assombra
com as estrelas silenciosas.
(Cf. Rabindranath Tagore (1861-1941). O coração de Deus. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003, p. 79

0 comentários:

Postar um comentário