Histórias do Papa Francisco: O guarda suíço…

Poderoso é quem descobre a significância dos gestos...
Aconteceu dias atrás, precisamente no dia 23/ABR é o que conta um blog argentino e foi assim:
O Papa saía de manhazinha do seu apartamento na Casa Santa Marta, onde continua morando, quando viu no corredor e bem na frente da porta do seu apartamento um guarda suíço:
- Você ficou a noite toda acordado vigiando minha porta?
- Sim, Santidade?
- De pé?... Mas não está cansado? perguntou o Papa.
- É o meu dever, Santidade! Devo cuidar da sua segurança! Respondeu prontamente o guarda suíço.

Diante disso, o Papa voltou ao seu apartamento e, minutos depois trazia uma cadeira que deixou onde estava o guarda suíço:
- Tudo bem, pelo menos agora sente-se e descanse! disse fraternalmente o Papa Francisco. O guarda ciente do seu dever respondeu confuso:
- Não posso sentar-me em serviço, Santidade; as regras não o permitem….
E o Papa: 
- As regras?
E o guarda cada vez mais dúbio: 
- Sim, Santidade, e o meu capitão...

Então o Papa carinhosamente respondeu: 
- Tudo bem, mas eu sou o Papa e lhe peço que se assente...

Pouco depois, o Papa retornou ao seu apartamento e voltou trazendo pão e presunto, que entregou ao coitado do guarda suíço, para se alimentar, e este já não sabia o que fazer...
- Bom proveito, meu irmão... disse-lhe o Papa,  deixando o guarda sentado e comendo o seu sanduiche... (cf. La Nación.com 24/ABR)

Os gestos fraternos do Papa Francisco continuam sendo mais fortes que o rígido protocolo Vaticano!

A espontaneidade da fraternidade sempre questiona nossos gestos pequenos...

13 comentários:

  1. Por enquanto o vemos assim: pequenos gestos indo de encontro a rígidos protocolos.
    Rezemos para que ele tenha a força e o discernimento para desempenhar grandes gestos contra rígidas normas...

    ResponderExcluir
  2. Cada vez mais me encanto com nosso Papa, Pe. Ramon.
    São de pessoas assim que o mundo precisa.
    Que Deus o conserve assim.
    Grande abraço,
    Lylia

    ResponderExcluir
  3. Um GESTO diz mais que mil palavras!...

    ResponderExcluir
  4. Oxalá queira que todos os irmãozinhos do Papa aprendam....

    ResponderExcluir
  5. è Padre Uma guarda relaxada pode ser um início de um grande problema. Maravilhoso o Papa. Mas com certeza existe quarto de hora. Vamos ppara de edemonizar os outros santos padres.Isso não é correto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessas atitudes fazem-se mais sentido as palavras de Sto. Agostinho: "As leis foram feitas para o homem e não o homem para a lei".

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Solidariedade é se colocar no lugar do outro!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Pe Ramon, por partilhar esse bonito gesto do Papa Francisco conosco. Ele está dando o exemplo de como deve ser os verdadeiros seguidores (a) de Jesus de Nazaré!
    Tenho saudades dos retiros espirituais que fiz com o senhor em Ita ici, continuo na Prelazia de São Félix do Araguaia. Sou Diac. permanente, casado e pai de três filhos, um rapaz e duas moças gêmeas!Um grande abraço!Zecão

    ResponderExcluir
  9. Muito bonito e significativo o gesto do nosso Papa. A nossa Igreja com certeza já vive um novo tempo!É preciso que os ventos que sopraram no Concílio Vaticano II, venham agora no Sec.XXI, sacudir as paredes e estruturas velhas da nossa Igreja
    para sermos uma Igreja verdadeiramente Povo de Deus.

    ResponderExcluir
  10. Que humildade, que humanidade!...

    ResponderExcluir
  11. Pequenos gestos que falam alto e geram vida e esperança!...

    ResponderExcluir
  12. Meu Pastor. Nosso Papa. É uma Graça olhá-lo e admirá-lo, sentir o coração arder quando dizemos, de seus gestos: "É o Senhor!" É Graça ter tamanho "orgulho" dele e ter vontade de ser profundamente evangélico como ele é. Evangélico como se o tempo jamais houvesse passado... É uma Graça o desejo de sermos mais parecidos com ele.

    ResponderExcluir